O uso do Facebook durante o horário de trabalho fez os EUA perder mais de US$ 1,4 trilhões refletindo no PIB do país. Foram mais de 30 bilhões de horas de trabalho jogadas no lixo pelos 150 milhões de trabalhadores do país que acessam a rede social. Estes números foram publicados na revista Forbes (veja foto aqui). A revista aponta que o uso do Facebook produz uma queda de 9,4% na produtividade do país. Se você tem dificuldade de imaginar o que significa 1 trilhão de dólares veja a representação que mostra uma carreta e uma pessoa em pé do lado do montante.

Você também pode calcular quanto você gasta todos os meses para acessar o Facebook. O tempo que você acessa no trabalho quem está pagando é a empresa (prejuízo) e quando está usando em casa quem paga é você (entretenimento). Não existe nada de errado em gastar seu tempo no Facebook. O importante é ter consciência de quanto está pagando para acessar o Facebook. Ao contrário do que todo mundo imagina, o Facebook não é de graça.

Facebook não é grátis

Leia também

[related_posts_by_tax taxonomies=”category” title=” ” posts_per_page=”3″ order=”RAND”]

O seu tempo tem valor e o Facebook é especializado em vender o seu tempo para as empresas sem que você perceba. Não é só o Facebook que vende seu tempo. As emissoras de televisão, rádio, revistas, jornais, sites de internet também comercializam o tempo que você gasta consumindo o conteúdo que eles produzem. Todas estas empresas disputam alguns minutos da sua atenção. Não é a toa que o tempo para comercial de 30 segundos em horário nobre da maior emissora de televisão do pais custe R$ 500 mil. A emissora está vendendo 30 segundos do tempo de milhões de brasileiros que estão esperando o início da novela das oito.

O Facebook também possui anunciantes. Quanto mais tempo você fica no Facebook mais eles lucram com publicidade. Desta forma o Facebook não é gratuito. Você paga o Facebook fornecendo a eles algumas horas do seu precioso tempo e eles vendem este tempo para as empresas divulgarem aquilo que desejam.

Quanto você gasta no Facebook

Vamos imaginar que você é um profissional que ganha R$ 5.000,00 por mês trabalhando 176 horas. O seu tempo de trabalho custa R$ 28,40. Se você ficar apenas 1 hora por dia no Facebook no final de 30 dias terá gasto R$ 852,00 do seu tempo (28,40 x 30). A perda pode ser maior se você considerar que estas 30 horas mensais poderiam ser investidas em um curso ou na leitura de livros que pudessem elevar sua renda. O Facebook também lhe gera outros custos relacionados ao consumo de energia e desgaste do seu notebook, smartphone ou computador. Todos os eletrônicos possuem vida útil medida em horas.

O Facebook também faz você gastar muito dinheiro comprando celulares modernos. Um celular simples que faz e recebe chamadas custa menos de R$ 99,00. E muita gente deixa de compra um celular simples porque precisa de um smartphone para acessar o Facebook. Um smartphone de última geração pode custar mais de R$ 2.400,00. Conheço uma pessoa que troca de smartphone todos os anos e faz questão de adquirir o mais moderno e mais caro. E não se trata de uma pessoa que possui dinheiro sobrando. Os aparelhos são comprados em 12 parcelas. Assim que termina de pagar a última parcela já procura uma forma de se desfazer do aparelho velho para comprar o modelo mais novo. É como se estivesse constantemente pagando um aluguel para usar um aparelho caro e sofisticado. Quando tem a sorte de não perder, quebrar ou ter o celular roubado naquele ano pode revender o aparelho usado e dar entrada no novo. Se deixasse de gastar R$ 2.400,00 por ano com smartphones e investisse este dinheiro em títulos do tesouro com rentabilidade de 11% ano ano teria mais de R$ 40 mil reais no final de 10 anos. É dinheiro suficiente para comprar um carro zero km ou dar entrada no financiamento de um imóvel que são dois bens que esta pessoa não possui.

Prejuízo nas empresas

Quando você usa o Facebook em casa está gastando o seu próprio dinheiro em uma atividade de entretenimento e de comunicação com seus amigos e parentes. Não existe nada de errado nisto. Você pode e deve gastar seu dinheiro da forma que achar melhor para a sua satisfação pessoal. Quando você usa o Facebook na empresa onde trabalha está inevitavelmente gerando prejuízos para seu patrão. E neste caso o prejuízo não se limita ao custo da sua hora de trabalho. A empresa também perde em produtividade. A empresa lucra sobre o resultado do seu trabalho e este lucro também será perdido. Imagine uma empresa com 100 funcionários que recebem R$ 30,00 por hora trabalhada. Se cada funcionário ficar 1 hora por dia no Facebook dentro da empresa o prejuízo no final do mês será de R$ 90.000,00. Em 1 ano o prejuizo será de mais de 1 milhão de reais. Se fosse possível calcular o prejuízo anual em todas as empresas do país o número seria assustador.

Veja o que acontece no Facebook acada 20 minutos (dados de 2011):

 

Quando o Facebook se torna um problema

Existem mais de 76 milhões de brasileiros no Facebook (2013). No mundo são mais de 1,15 bilhão de usuários. Nos EUA já existem clínicas especializadas no tratamento de viciados em redes sociais. Segundo os especialistas você deve começar a se preocupar com o tempo que você fica nestas redes:

  1. Quando você conversa mais com seus pais, esposa, marido e filhos pelo Facebook do que ao vivo;
  2. Quando sente que está perdendo produtividade no trabalho ou na escola;
  3. Quando acessar o Facebook é a primeira coisa que você faz quando acorda e a última coisa que faz antes de dormir;
  4. Quando acorda no meio da noite e acessa o Facebook para ver se tem novidades;
  5. Quando fica ansioso para verificar as novidades no Facebook quando está na rua;
  6. Quando acessa o Facebook dirigindo;
  7. Quando come segurando o garfo em uma mão e o smartphone na outra.

Como perder menos tempo e dinheiro no facebook

  1. Defina quanto tempo pretende perder por dia acessando o Facebook;
  2. Determine um horário para conectar e desconectar do Facebook;
  3. Faça primeiro as tarefas importantes e deixe o Facebook por último;
  4. Deixe o Chat desligado. Quando você está sempre disponível acaba atraindo a atenção daqueles que não tem o que fazer;
  5. Desligue as notificações que o Facebook faz por e-mail;
  6. Cancele a assinatura dos grupos que não lhe são úteis;
  7. Acredite, as pessoas não se interessam por tudo que você faz, principalmente as coisas do cotidiano;
  8. Pare com os jogos no Facebook. Eles são viciantes porque foram construídos com este objetivo. Troque os jogos pela leitura;
  9. Se você acredita que perdeu o controle pense na possibilidade de desativar sua conta no Facebook temporariamente e experimente viver sem ele. Use o tempo gasto no Facebook para alguma outra atividade que gostaria de fazer mas sempre disse que não possui tempo livre para começar. Pratique um esporte, aprenda a tocar um instrumento musical, leia mais, faça caminhadas, converse com seus amigos por telefone ou ao vivo.

Transformando vício em fonte de renda

Uma prática muito comum em pessoas viciadas é transformar o vício em atividade profissional. Existe muita gente ganhando dinheiro prestando serviços para empresas na área de redes sociais. Você pode fazer cursos e estudar mais sobre marketing digital para trabalhar na área. Existem empresas de marketing e publicidade que contratam pessoas que entendem de redes sociais para trabalhar remotamente. Isto significa que é possível até ganhar dinheiro nas suas horas vagas. Além disto você pode atender empresas de todo Brasil de forma independente como um profissional liberal. Veja um curso de redes sociais que você pode fazer pela internet. O seu salário como analista de redes sociais pode variar entre R$ 1000,00 e R$ 4.000,00 por mês. Você fará o que mais gosta e ainda será pago por isto. Caso tenha algum amigo que é viciado em redes sociais compartilhe este artigo.

Livro recomendado: Independência Financeira (clique para conhecer). Conheça todos os nossos livros sobre investimentos visitando aqui.

Receba novos artigos por e-mail

Gostaria de receber atualizações do Clube dos poupadores gratuitamente por e-mail?

Esse artigo foi útil?