A ação preferencial (PN) não dá direito ao acionista de participar da administração da empresa. Para compensar, o acionista tem preferência de receber o dividendo, que é a parcela dos lucros da empresa, antes dos acionistas que detêm ações ordinárias. Além disso, o valor do dividendo distribuído ao dono da ação PN deve ser no mínimo 10% superior ao distribuído para a ação ordinária. As ações preferenciais apenas proporcionam direito a voto em situações especiais: quando a empresa deixa de pagar dividendos por três anos consecutivos – neste caso o direito vale até que a empresa volte a pagar dividendos -, e quando estiver em votação mudanças nos direitos dos preferencialistas.

« Back to Glossary Index