Consulte a lista atualizada de ações negociadas nas bolsas americanas que possuem as maiores margens de lucro líquido, lucro bruto e operacional. Essa lista tem como base os ensinamentos do  “Como Investir no Exterior“. Se você não sabe o que são as margens ou deseja entender o que significa cada coluna leia o artigo e veja os exemplos na parte inferior da tabela.

Nas bolsas americanas encontramos as maiores e mais lucrativas empresas do mundo. As margens de lucro nos permitem entender qual percentual da receita da empresa sobra após o pagamento de custos e despesas. Geralmente parte desse lucro é reinvestido para que a empresa continue crescendo e gerando mais lucros e parte pode ser distribuída na forma de dividendos entre todos os investidores que possuem ações.

Para saber o que são dividendos e como receber dividendos investindo no exterior veja essa outra ferramenta aqui onde podemos pesquisar quais empresas são as maiores pagadoras de dividendos nos EUA.

A lista acima está ordenada utilizando como filtro o valor de mercado das empresas. As que estão no topo da lista são as empresas mais valiosas negociadas nas bolsas americanas. Clicando em “Filtro” você pode modificar ou adicionar outros filtros.

Veja o que significa cada coluna:

Margem bruta: representa o lucro bruto da empresa dividido pela receita líquida. Na margem bruta podemos visualizar qual percentual da receita líquida da empresa efetivamente sobra após o pagamento das despesas diretamente relacionadas com a produção dos bens e serviços que a empresa vende. Se você está observando as ações de uma loja, essas despesas representam o custo para adquirir as mercadorias que foram vendidas. Se for uma indústria essas despesas representam os custos com a compra da matéria prima e tudo que for necessário para produzir cada produto. A margem bruta nos permite comparar a eficiência de empresas do mesmo setor com relação a sua produção.

Margem operacional: representa o lucro operacional dividido pela receita líquida. O lucro operacional é o que sobra do lucro bruto que vimos logo acima menos todas as despesas operacionais. Aqui também podemos acrescentar receitas operacionais. Toda empresa tem despesas com água, energia, aluguéis, salários, seguros, publicidade etc. Podemos usar as margens operacionais para comparar empresas do mesmo setor para identificar sua eficiência no controle de despesas.

Margem pré-impostos: é importante saber quando a empresa realmente tem de lucro antes do pagamento de impostos, já que no próximo item teremos a margem líquida que finalmente irá nos falar sobre quando a empresa tem de lucro após pagar todos os custos, despesas e impostos.

Margem líquida: finalmente temos a margem de lucro líquido ou margem líquida. Ela nos diz quanto realmente a empresa tem de lucro sobre a receita líquida após pagar todos os custos, despesas e impostos. É o que efetivamente a empresa terá para investir, crescer e distribuir para os acionistas na forma de dividendos e outros proventos. Uma empresa lucrativa produz margens líquidas positivas e uma empresa no prejuízo possui margens negativas.

Uso das margens

Geralmente utilizamos as margens para comparar empresas que fazem parte do mesmo setor. Não faz muito sentido comparar as margens de lucro de empresas aéreas, empresas de softwares e empresas de energia. Existem setores onde as margens são historicamente maiores ou menores.

Quando estiver realizando os seus estudos é importante consultar o histórico das margens nos últimos anos. Isso permite identificar se as margens das empresas estão em estabilizadas, em tendência de alta (que é positivo) ou em tendência de queda (que é algo negativo). Os investidores buscam investir em empresas com margens estáveis ou crescentes no longo prazo.

Para aprender a selecionar boas ações, estudando suas margens e outros indicadores através da dados históricos na bolsa americana, sendo um investidor brasileiro, leia o livro “Como Investir no Exterior, clique aqui para conhecer e adquirir o livro imediatamente“.

Sempre é importante lembrar que ferramentas como estas possuem finalidades educativas. Não representam uma recomendação de investimento, mas sim algo que pode motivar você a estudar antes de investir, já que investimentos em ações possuem riscos. Esses ricos são potencializados quando ainda não sabemos investir.