Se você tem filhos e está querendo investir para eles, escrevi esse artigo para você.

Recebo muitas dúvidas de pais querendo investir em nome dos filhos. Geralmente querem abrir contas em um banco ou corretora em nome de um filho menor de idade. Querem transferir dinheiro para a criança. Depois ficam confusos sobre como lidar com isso no imposto de renda.

Se os pais de uma criança iniciam um investimento quando ela acaba de nascer, certamente o patrimônio acumulado será bem grande depois de quase duas décadas.

Como exemplo segue aqui a dúvida de uma mãe:

Oi, Leandro, sempre leio seus artigos e fiz cursos por sua indicação. Comecei a investir para meu filho menor de idade primeiro no tesouro direto e agora nas ações, mas tenho dúvidas sobre como fazer a declaração desses valores no meu imposto de renda, sendo que ele é meu dependente. Coloco como mesada, doação? Me falaram que colocam como empréstimo, mas aí quando o filho passa a declarar o IR, como faz para “regularizar” esse empréstimo? Na real, ele não vai devolver nada rsrs. Você poderia fazer uma postagem sobre este assunto, já que em breve teremos que fazer as nossas declarações?

Eu não vejo a necessidade de doar o dinheiro para a criança, abrir conta no nome da criança e investir como se você fosse a criança. Também não vejo essa necessidade de “mentir” para a Receita Federal, pois se o que você está fazendo é uma doação, não é correto falar que se trata de um empréstimo para uma criança.

Primeiro é importante entender como as coisas podem funcionar.

O dinheiro que você pretende investir para o seu filho é o seu dinheiro e assim deve continuar sendo. Esse dinheiro foi ganho por você. Certamente você já pagou imposto de renda ele.

Não é necessária qualquer complicação adicional. O máximo que você poderia fazer seria abrir uma conta em alguma outra corretora ou banco para manter o dinheiro separado, mas tudo no seu nome, declarado no seu imposto de renda como sendo o seu dinheiro, pois de fato é isso que acontece.

Diante disso, invista o seu dinheiro para o seu filho e deixe a criança crescer.

Alguns pais querem investir para os filhos pensando na realização de algum objetivo específico. Exemplo: pagar uma boa faculdade, pagar uma pós-graduação no exterior, comprar um imóvel para o filho, comprar um carro, investir em um intercambio, abrir um negócio etc.

Quando o dia de investir esse dinheiro no seu filho chegar, você não precisa necessariamente transferir esse dinheiro para ele.

Você pode comprar o imóvel no seu nome e permitir que ele more nesse imóvel se você achar que isso será bom pra ele. Você pode comprar um carro e permitir que ele use o carro. Você pode pagar a faculdade dele, pode pagar as despesas de uma viagem ou intercâmbio se achar que isso será útil para ele no futuro. Se ele desejar abrir um negócio, você pode se tornar um investidor do negócio dele.

Você pode transformar o dinheiro que você poupou e investiu para o seu filho no benefício que planejou quando achar que deve no futuro. Inclusive é você que deverá escolher onde investir no seu filho no futuro.

Outro ponto importante é não permitir que o seu filho saiba que você está guardando dinheiro para ele no futuro. Ele passará por toda a infância pensando sobre o que fará com o seu dinheiro, quando ele deveria estar pensando sobre o que deverá fazer para ganhar o próprio dinheiro. Mesmo ele sabendo que você poderá ajudar, será importante que ele considere que você só fará isso se achar que é justo fazer isso.

Não estrague o prazer que o se filho terá ao conquistar sonhos por conta própria.

Já vi muitos casos de filhos que ficam acomodados por saberem que estão com o futuro garantido pelos país. Não ofereça garantias para a criança, pois qualquer garantia logo se transformará em acomodação e problemas. Ofereça algum nível de dúvida e ao mesmo tempo esperança e estímulo para que a criança conquiste o que deseja quando for adulta. A criança terá muito tempo para se preparar para esse dia. E se você tiver dinheiro para ajudar nessa conquista (pois você vai poupar e investir para isso), você terá dinheiro na sua conta que tornará isso viável, mas somente se você achar que deve.

Considere o dinheiro que você está juntando e investindo para o seu filho como uma espécie de reserva de emergência para ele, sem necessariamente que ele saiba que esse dinheiro existe ou está comprometido com ele.

Talvez o seu filho não precise desse dinheiro no futuro, pois talvez ele mesmo faça o necessário para conquistar o que precisa sem a sua ajuda. Pode ser que você deixe esse dinheiro para ajudar um neto. Pode ser que você deixe esse dinheiro para ajudar você mesmo quando a velhice chegar, sem depender do seu filho para isso.

Tente instigar seu filho para que queira conquistar tudo que deseja por esforço próprio. Mostre que algo conquistado tem mais valor do que algo recebido.

Pessoas precisam de desafios para que possam se desenvolver. Não é a toa que as biografias das pessoas bem-sucedidas estejam repletas de desafios de todos os tipos.

Parte desses desafios são plantados pelos pais na mente dos seus filhos. Um exemplo seria ser superado pelo filho. Nada melhor para o pai do que ver seu filho o superando em várias áreas da vida e nada melhor para o filho do sentir que pode superar seus pais por ter sido preparado para isso. O dinheiro pode ajudar nesse processo se for utilizado de uma forma saudável e inteligente.

Então eu entendo que investir nos filhos exige uma mentalidade correta. E nessa mentalidade você não precisa transferir dinheiro para a conta de uma criança e depois se preocupar com questões envolvendo o imposto de renda. O seu filho terá que se preocupar com imposto de renda somente no dia que ele for capaz de gerar a própria renda.

É claro que isso aqui é uma opinião pessoal. Não se trata de uma recomendação. Somente os pais devem decidir sobre a vida de seus filhos.

Se você quiser aprender mais sobre investimentos e educação financeira acompanhe os artigos que escrevo semanalmente aqui no Clube dos Poupadores. Eu aviso todos os leitores inscritos quando existem novidades. Para se tornar um leitor inscrito gratuitamente basta preencher o formulário e depois confirmar sua inscrição através do e-mail que enviarei para você.

Informe o seu e-mail:

Aprenda a investir:

Livros que escrevi para ajudar você a melhorar os seus resultados financeiros:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior