Veja o gráfico atualizado da Balança Comercial brasileira que é o indicador que nos apresenta a diferença de valor entre tudo que é exportado e importado (bens e serviços) no Brasil em determinado intervalo de tempo. Veja como o indicador funciona no artigo abaixo do gráfico.

Superávit

Quando o saldo da balança comercial é positivo, existe um Superávit, ou seja, o total de exportações supera o total das importações. O lucro ganho com uma balança comercial positiva pode ser investido internamente, melhorando a economia do País. Quando o mercado é surpreendido com um superávit maior do que as expectativas isso impacta positivamente a bolsa de valores e reduz a taxa de câmbio (o dólar fica mais barato em reais). Um superávit em tendência de alta também é positivo para a nossa economia.

Déficit

Quando o saldo da balança comercial é negativo, existe um Déficit, ou seja, o total de importações supera o total das exportações. O déficit da balança comercial é uma condição depreciativa da economia brasileira, ou seja, estão ocorrendo mais entradas de bens e serviços do exterior do que saindo com as exportações. O prejuízo causado por uma balança comercial negativa afeta diretamente a reservas financeiras do País (dólares), visto que serão usadas para cobrir o custo do País.

A taxa de cobertura é um conceito que define a proporção total dos volumes das exportações sobre as importações (EXP/IMP). Conforme o valor desta taxa, se tem a noção de quanto um País depende comercialmente dos parceiros externos. Quanto menor a taxa de cobertura, maior a tendência para um saldo comercial negativo e mais dependente é o País dos parceiros estrangeiros.