Aqui estão algumas dicas de segurança que recomendo caso você tenha seus investimentos em bancos e corretoras fazendo uso de celulares e computadores para realizar as suas operações.

Acho que é redundante descrever os riscos cada vez maiores que corremos realizando investimentos online quando não existem os cuidados que vou descrever aqui.

Os golpes envolvendo contas bancárias, Pix, cartão de crédito, contas digitais, WhatsApp, site de compras estão se sofisticando.

Creio que é possível reduzir os riscos seguindo algumas dessas dicas:

Tenha 2 celulares:

Praticamente todos os bancos e corretoras utilizam os celulares para gerar “tokens” que são senhas numéricas criadas automaticamente e que duram por alguns segundos. Algumas instituições ainda geram essas senhas temporárias e as enviam por SMS, mas aos poucos todas estão passando a usar tokens gerados por aplicativos.

A segurança baseada nesses aplicativos geradores de senhas se baseia na “crença” de que só você terá a posse do seu celular com o aplicativo da instituição instalado, ou seja, só você tem acesso ao seu “gerador de senhas (tokens)”.

O problema é que vamos para todos os lugares portando esses celulares cheios de aplicativos de bancos, corretoras, lojas e seus geradores de senhas.

Os celulares podem ser perdidos ou mesmo tomados por criminosos. Já existem quadrilhas especializadas na invasão de contas através de celulares roubados.

Também usamos esses celulares que concentram nossa vida financeira para atividades de lazer. Instalamos jogos, redes sociais e participamos daqueles grupos de amigos e familiares que enviam piadas e outras bobagens de origem duvidosa diariamente.

Diante disso seria prudente ter dois celulares para separar as coisas.

Celular Financeiro:

O seu primeiro celular será uma espécie de “celular financeiro”.

É neste celular que você fará as suas operações financeiras, transferências, investimentos e compras.

Neste celular financeiro você só deve instalar aplicativos de bancos, corretoras, cartões de créditos e lojas onde o seu cartão de crédito ficou salvo. Não instale redes sociais como WhatsApp, Twitter, Instagram, Facebook, Tiktok e outros. Evite instalar qualquer aplicativo que não esteja relacionado com a sua vida financeira.

Mantenha esse celular financeiro na sua casa. Mais na frente vou já apresentar uma solução para aplicativos financeiros que você precisa usar fora de casa.

Deixe para utilizar os aplicativos relacionados com sua vida financeira quando você estiver em casa.

Use somente a rede de internet da sua casa para operações financeiras. Não é uma boa ideia utilizar o wifi ou a internet compartilhada por várias pessoas para acessar seu banco, corretoras etc. Exemplo de internet compartilhada: internet sem fio de lojas, restaurantes, academias, faculdade e shoppings. A internet do seu trabalho também é compartilhada e você só a deve usar para atividades financeiras se você tem certeza que a rede realmente é segura.

Se for necessário usar a internet para acessar aplicativos financeiros fora da sua casa utilize a internet do seu plano de celular.

Não compartilhe o número do seu celular financeiro com outras pessoas. O ideal é que esse número só seja conhecido pelas instituições onde você tem conta, cartão de crédito e lojas online.

Cuidado ao receber telefonemas de pessoas que se dizem gerentes da sua conta, assessores de investimentos ou qualquer representante de bancos, corretoras e lojas.

Adote como comportamento padrão falar que você não conversa sobre investimentos por telefone por questão de segurança, principalmente quando você recebe o telefonema da pessoa. Fale que você prefere receber esse tipo de atendimento por e-mail. As conversas que você tem com funcionários de instituições financeiras por e-mail ficam documentadas e servem como prova do que foi dito.

Outra opção será você mesmo procurar o telefone da instituição financeira no site ou em algum canal oficial e neste caso você fará a ligação. Infelizmente são cada vez mais comuns os telefonemas e mensagens de WhatsApp de pessoas que se passam por funcionários de instituições financeiras.

Use o número do celular financeiro como forma de contato no cadastro da sua conta de e-mail principal. Geralmente os serviços de e-mail pedem um celular que será usado caso você precise recuperar a senha do seu e-mail.

Muitos serviços online e lojas usam o seu e-mail como forma de recuperação de senhas esquecidas. Por este motivo é importante ter muito cuidado com a senha do seu e-mail principal.

Celular de uso pessoal e externo:

O segundo celular será preparado para uso pessoal externo, ou seja, ele será o celular com grande risco de ser roubado ou perdido quando você estiver fora de casa. Ele deve ser preparado já considerando essas possibilidades.

O número deste celular e que será compartilhado com seus amigos, parentes, clientes etc. O número do seu celular financeiro só deve ser do conhecimento das instituições financeiras e empresas onde você realiza transações como lojas online que possuem o seu cartão gravado.

Se um amigo seu perder o próprio celular ou for furtado é possível que o bandido utilize a lista de telefones do aparelho para tentar aplicar golpes e certamente o seu número do segundo celular estará nessa lista. Muitas vezes esses bandidos se passam por funcionários de instituições financeiras e de lojas para tentar aplicar golpes, mas você já sabe que somente o seu outro número é de conhecimento dessas instituições.

Neste segundo celular você terá suas redes sociais, WhatsApp, e-mail secundário e qualquer outro serviço por onde você recebe mensagens não relacionadas com a sua vida financeira. Eventualmente essas mensagens carregam golpes, links para arquivos com vírus etc. Se este segundo celular for comprometido por esses ataques você terá seus aplicativos financeiros em outro celular.

Configure o seu celular para que ele bloqueie a tela após alguns segundos sem uso.  O desbloqueio só deve ser possível utilizando a sua impressão digital ou uma senha.

Utilize um antivírus nos seus dois celulares. O antivírus que recomendo é esse aqui. Você pode comprar uma única licença que serve em 5 dispositivos, ou seja, o mesmo código de licença serve para instalar o antivírus nos seus computadores e nos seus celulares. A licença vale por 12 meses e depois basta renovar. Costuma ser mais barato comprar nesta loja do que comprar diretamente no site do antivírus.

Como se trata de um celular para uso externo você provavelmente vai precisar de aplicativos de transporte (exemplo: Uber) e algum aplicativo para fazer PIX ou usar o cartão de crédito. Vamos pensar em soluções para isso agora.

Se você tem os famosos “cartões pretos” com limites elevados (exemplos: Black da Mastercard e Infinite do Visa) você deve considerar o risco que representa portar esse tipo de cartão com você no dia a dia, principalmente se além de portar esses cartões você também carrega o seu celular com os aplicativos dos cartões ou do banco que emitiu esses cartões. Por serem cartões com limites altos existe até mesmo o risco de sequestros.

O ideal seria manter esse tipo de cartão em casa. Talvez ele sejam mais úteis para usar em viagens ou em compras online através da geração de cartões virtuais ou também chamados de cartões temporários. Procure no aplicativo relacionado ao seu cartão a opção de gerar cartões temporários. Eles são números de cartões gerados pelo aplicativo que só podem ser usados uma única vez. Para cada compra na internet você pode gerar um cartão temporário. Também é possível criar cartões como estes com recorrência, ou seja, são números diferentes do seu cartão físico e que aceitam pagamentos recorrentes como serviços de assinatura com cobrança mensal.

Para uso externo você pode adquirir um cartão de crédito básico e de limite baixo como esses que os bancos emitem através de parceria com supermercados, postos de gasolina ou lojas que utilizam a bandeira Visa ou Mastercard. Já existem muitos cartões desse tipo que não cobram anuidade. Geralmente os estabelecimentos comerciais oferecem descontos para quem usa esse tipo de cartão que possui a marca da loja. Deixe esse cartão básico com você para os gastos básicos como transporte, combustível, pequenas compras no comércio. É importante que ele tenha um limite baixo.

Talvez você goste do seu cartão preto por oferecer pontos. Reflita se realmente compensa andar com esse cartão de limite elevado na rua considerando os riscos. Deixe esses cartões de limite maior para suas viagens ou mesmo para compras online de produtos de maior valor.

Evite deixar o seu cartão “salvo” nos sites das lojas. Digite um cartão virtual temporário para cada nova compra em lojas, principalmente se estiver usando os cartões de maior limite.

No aplicativo do seu cartão de crédito costuma existir a opção de bloqueio temporário do cartão. Deixe seus cartões bloqueados quando não estiverem em uso, principalmente esses cartões de maior limite que você deixa guardado em casa para realizar compras de maior valor.

Alguns comércios oferecem vantagens quando o cliente paga utilizando PIX. Para realizar PIX enquanto estiver na rua não utilize a sua conta bancária principal, onde estão seus cartões de crédito, investimentos de longo prazo, reserva de emergência etc. Crie uma conta digital em algum banco de menor porte. Transfira para essa conta digital apenas a quantidade de dinheiro que você pode precisar quando estiver na rua. Não faça investimentos através desse banco digital que terá o aplicativo instalado neste celular que você utiliza na rua. Use essa conta digital como se fosse uma carteira onde você deixa algum dinheiro para uso diário.

Se você é um comprador compulsivo, andar o cartão de crédito de limite baixo e a conta digital com pouco dinheiro no seu celular de uso pessoal externo pode evitar compras por impulso quando estiver na rua.

Sempre reflita: “Qual será o tamanho do estrago se este celular que uso fora de casa for roubado, perdido ou invadido por criminosos”?

Considere ativar dupla autenticação nas redes sociais que você utiliza neste segundo celular.

Se você tem celular com Android existe uma página com orientações e aplicativos que você deve usar caso perca o seu celular, veja aqui.

Segundo Celular

Talvez você precise comprar um segundo celular para uso externo ou para ser o seu celular financeiro. Não recomendo o uso de um celular muito velho como celular financeiro. É importante que o sistema operacional e os recursos do celular estejam atualizados devido a segurança. Isso não significa a necessidade de comprar um celular caro.

Existem muitos celulares baratos e bons que você pode usar como um segundo celular. Eu gosto dos modelos da Motorola (como esses aqui) que geralmente adotam o Android com poucas modificações. Tenho a impressão que são celulares que duram mais tempo. Um modelo barato com reconhecimento de impressão digital é esse aqui. Ele utiliza o Android Go que é uma versão leve do Android que consome menos energia, menos espaço e menos memória permitindo que o aparelho seja rápido para o uso diário. É possível que você encontre promoções para esse aparelho neste link de uma outra loja.

O celular para uso financeiro não precisa ser caro. É bom que ele não seja muito antigo para que tenha o Android na sua versão mais atual. Também é bom quando ele possui o reconhecimento por impressão digital.

Minha opinião pessoal sobre celulares que você usa fora de casa é a seguinte. Se você gosta de jogos um vídeo game é mais barato que um bom celular para games. Se a qualidade das fotos realmente faz diferença na sua vida, boas câmeras de fotografia são mais baratas que os melhores celulares para fotografia. Se você só precisa de celular para se comunicar e usar aplicativos comuns, você não precisa de celulares caros e que são visados por bandidos. Infelizmente, em algumas cidades, portar um celular caro transforma você em um alvo.

Segundo Chip

O plano de celular que você precisa para o aparelho que será usado em ambiente fechado, apenas para realizar investimentos e compras, pode ser o plano mais simples e barato possível. Você só precisa do plano capaz de receber SMS e instalar seus aplicativos. O SMS é muito usado na instalação de aplicativos bancários. O plano não precisa ter uma grande quantidade de dados já que você fará o uso na sua casa conectado na sua rede sem fio. É bom lembrar que todos os computadores que usam a rede sem fio da sua casa devem ter um bom antivírus instalado para que esses computadores não comprometam a rede.

Conheço dois serviços baratos de telefonia com planos básicos. Os dois utilizam a estrutura da Tim.

Existe esse aqui que é pré-pago, mas aceita recargas mensais automáticas pelo cartão de crédito. O plano mais barato de todos é suficiente. Recentemente uma pessoa próxima comprou um desses chips e conseguiu um desconto de R$ 10 com o cupom “PROMOCORREIOS”. Não sei se vai funcionar por muito tempo.

Existe esse aqui que é pré-pago e “gratuito”. A proposta pode parecer estranha, mas por experiência de pessoas próximas posso dizer que funciona. Você compra o chip e depois não precisa pagar qualquer mensalidade. Quem “paga” pelo serviço são os anunciantes. Você pode receber ligações e SMS livremente, mas antes de ligar, enviar SMS ou usar a internet 4G é necessário assistir uma propaganda de 15 ou até 30 segundos na forma de vídeo. Caso queira usar o chip sem assistir as propagandas basta realizar uma recarga mensal que custa muito pouco.

Parece muito bom para ser verdade?

Surgiu uma oportunidade de investimento que parece muito boa para ser verdade? É uma coisa nova que poucos conhecem? Alguém está gastando o próprio tempo para convencer você a participar dessa grande oportunidade? Por favor, fuja disso.

Sobre golpes

Existe uma forma muito simples para não cair em golpes envolvendo a sua vida financeira. Grave isso na sua cabeça. Boas oportunidades não caem do céu e não ligam para o seu celular. Se alguém está gastando o próprio tempo para ligar para você ou se comunicando por WhatsApp com o objetivo de oferecer alguma vantagem, benefício ou oportunidade ligue o “alerta vermelho”. Não existe esse milagre. Todos que ligam para você querendo falar sobre dinheiro ou qualquer vantagem que faça você ganhar ou gastar dinheiro é no mínimo uma pessoa suspeita que merece toda a sua desconfiança.

Evite usar redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter para reclamar de empresas ou fazer solicitações nas áreas públicas (onde todos podem ler). Geralmente os golpistas monitoram essas mensagens e tentam entrar em contato com você em área privada fingindo ser a empresa.

Toda pessoa que liga para você perguntando dados pessoais como seu nome completo, data de nascimento, número de documentos, dados bancários é uma pessoa suspeita. Adote como comportamento padrão se recusar a falar sobre a sua vida financeira por telefone. Não se importa se isso parecer grosseiro de sua parte. Não fale sobre dinheiro por telefone com pessoas que ligam para você querendo tratar desses assuntos. Se realmente for necessário a iniciativa de ligar para os números oficiais da instituição deve partir de você. Não importa se a pessoa do outro lado se apresenta como seu gerente, seu assessor de investimentos ou o representante de qualquer empresa. Sempre prefira falar por e-mail com essas instituições já que as mensagens trocadas são com documentos.

Nasceu para tornar o mundo pior

Infelizmente o mundo está repleto de pessoas que querem colher aquilo que não plantaram. Elas nascem e passam por essa vida tornando o mundo pior. Quem vive de trambiques e do prejuízo alheio não percebe que tem uma existência naturalmente “amaldiçoada” e que mais na frente, inevitavelmente, terá de colher todos os prejuízos que produziu na vida dos outros. Essa colheita macabra até pode demorar, mas ela nunca falha. É quase como uma lei da natureza. Impossível escapar.

Receba atualizações semanais sobre novos artigos publicados: Inscreva seu e-mail aqui.

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior