Será que é melhor investir na poupança ou em fundos de investimento dos bancos como os fundos DI e fundos de Renda Fixa? Até que ponto a taxa administrativa cobrada pelos bancos nesses fundos prejudica a rentabilidade e torna a poupança mais vantajosa?

Simule e visualize o impacto das taxas administrativas na rentabilidade dos fundos de investimento oferecidos pelos bancos. Faça comparações de rentabilidade do fundo levando em consideração o imposto de renda e a taxa administrativa já descontada.

O simulador fará comparações com a rentabilidade de outro investimento. Aqui estamos considerando a poupança, mas você poderá utilizar a taxa diária de qualquer outro investimento isento de imposto de renda como é o caso de uma LCI ou LCA.

Entender o impacto da taxa administrativa é fundamental quando estamos diante de um cenário de queda na taxa básica de juros (Taxa Selic).

Quando o governo inicia um ciclo de queda da Taxa Selic (veja o histórico) isso impacta todos os investimentos de forma direta ou indireta.

De forma direta, temos um impacto certeiro na rentabilidade dos fundos que investem o dinheiro dos cotistas em títulos públicos como o Tesouro Selic ou em títulos emitidos por bancos que oferecem  uma rentabilidade pós-fixada que depende da taxa DI, como o CDB, LCI, LCA, etc.

Veremos neste artigo que se você aplicar o seu dinheiro em fundos DI, referenciados DI ou fundos de renda fixa, é fundamental prestar muita atenção na taxa administrativa cobrada pelo banco, especialmente diante da queda dos juros. O simulador mostrará que existe o risco de um fundo de investimento render menos que a poupança diante de uma taxa administrativa elevada e uma queda acentuada dos juros nos próximos meses ou anos.

Aprenda como usar o simulador

Na simulação acima eu utilizei como taxa DI a taxa que aparecia na primeira página do site www.b3.com.br quando essa página foi escrita. Ela era de 8,14% e foi isso que digitei no campo “Taxa DI” do simulador.. Você deve visitar o site deles e utilizar a taxa que aparece na área superior da página. Veja a foto que tirei da página para mostrar onde você encontrará a taxa DI atualizada:

Vamos imaginar que esse fundo de investimentos que você pretende comparar tem o objetivo de oferecer uma rentabilidade igual a do CDI (taxa DI).

Vamos supor que a taxa administrativa do fundo que você investe é de 1%. Existem bancos que cobram taxas bem maiores que isso, especialmente naqueles fundos mais populares que são os mais oferecidos pelos bancos e mais recomendados pelos seus gerentes.  Você pode colocar a taxa que desejar no campo “Taxa Administrativa” para visualizar o seu impacto na rentabilidade.

Agora vamos preencher o campo “Poupança ao mês”. O Banco Central (BC) divulga regularmente a taxa que remunera a poupança (visite aqui). Ela sempre é composta por uma taxa fixa de 0,5% ao mês + TR que equivale a 6,17% ao ano + TR. Quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% é comum a TR apresentar rentabilidade ZERO. Essa TR é uma taxa variável que também é calculada pelo BC.

Você também pode descobrir a rentabilidade média do último mês através dessa calculadora aqui. No exemplo abaixo eu calculei quanto foi a remuneração da poupança entre o dia 01/08 e 01/09 de 2017 e o resultado foi 0,5512. Eu resolvi arredondar para 0,65% e coloquei essa informação na planilha.

Observe que o simulador fará o cálculo da rentabilidade mensal desse fundo, que segue a taxa DI, se o dinheiro ficasse investido por até 6 meses, entre 6 meses e 1 ano, entre 1 ano e 2 anos e acima de 2 anos. Para cada prazo existe uma alíquota de imposto de renda sobre o rendimento que pode ser vista na coluna “Alíquota IR” do simulador.

A rentabilidade do fundo para cada prazo e alíquota de IR aparece na coluna “Rentabilidade”. Observe que neste exemplo a rentabilidade mensal do fundo para um investimento mantido por 6 meses seria de 0,4423% ao mês se a taxa administrativa fosse de 1%.

Se a poupança render 0,4690%, podemos concluir que esse fundo renderá menos que a poupança para o prazo de 6 meses, graças ao efeito da cobrança de 22,5% de imposto de renda sobre o rendimento e da redução de 1% ao ano devido a cobrança de taxa administrativa. Pelo fato dessa rentabilidade ter sido menor que a poupança a célula onde ela foi exibida aparece com a cor amarela.

A coluna “Tx. Adm. Equilíbrio” é a taxa administrativa que resultaria em uma rentabilidade equivalente a rentabilidade da poupança. Uma taxa administrativa acima dessa taxa de equilíbrio tornaria a rentabilidade desse fundo pior que a rentabilidade da poupança. Isso mostra a importância de buscar fundos de investimentos que cobram taxas menores.

Podemos observar que neste nosso exemplo, a taxa administrativa deveria ser menor que 0,59% para que o investimento neste fundo, por até 6 meses, fosse melhor que manter o dinheiro na poupança.

A maioria dos fundos Referenciados DI seguem a taxa DI de perto. Eles só não rendem próximo ou igual a taxa DI devido a cobrança de taxa administrativa. Isso significa que a taxa administrativa reduz a rentabilidade do fundo e aumenta os lucros dos bancos.

Agora observe a rentabilidade para o investimento por mais de 2 anos. A alíquota do IR sobre o rendimento será de 15%. Isso fará a rentabilidade mensal subir para 0,4852%, superando a poupança que rende 0,4690%. Ao marcar um valor igual ou superior ao da poupança a célula da planilha ficará verde.

A coluna da taxa administrativa de equilíbrio mostra que se a taxa administrativa for menor que 1,23%, esse fundo de investimento terá melhor resultado que a poupança.

Simule a queda dos juros

Quando o governo inicia um ciclo de redução da taxa de juros, todos os investimentos pós-fixados são prejudicados com o passar do tempo. Os gestores dos fundos DI investem o dinheiro dos investidores em títulos públicos como o Tesouro Selic e títulos pós-fixados emitidos por bancos que pagam taxas próximas ao rendimento da Taxa DI.

Isso significa que quanto menor for a taxa de juros estabelecida pelo governo e maior for a taxa administrativa, piores serão os resultados dos fundos DI ou qualquer fundo que faça investimentos pós-fixados.

Simule a queda da taxa administrativa

Agora vamos pegar o mesmo exemplo anterior onde a taxa DI está em 8,14% e a poupança está em 0,4690%. Imagine que você resolveu deixar de fazer papel de bobo e trocou o fundo que cobrava taxa administrativa abusiva e optou por um que cobra 0,5%. Veja o resultado:

Em todos os prazos o fundo com taxa de 0,5% ao ano voltou a superar a poupança. Se o seu banco não tem fundos de investimento com taxas administrativas competitivas, faça um bem para o seu bolso, traia o seu banco. Não fique casado com um banco que abusa de você. Atualmente, através das grandes corretoras, é possível acessar fundos de investimento com taxas mais competitivas.

Além disso, entro das corretoras você pode fazer investimentos em títulos públicos. Esses fundos conservadores como o fundo DI aplicam seu dinheiro em títulos públicos e você mesmo pode aprender a fazer isso. Calcule rapidamente o que significa pagar 1%, 2% ou até 3% de taxa administrativa para seu banco todos os anos.

Se você tem 100 mil investidos isso significa entre entre R$ 1.000,00 e R$ 3.000,00 de custos todos os anos com taxa administrativa. Isso é o custo de não saber fazer investimentos fora dos grandes bancos que cobram taxas administrativas abusivas de fundos como fundos DI e fundos de renda fixa. A ignorância custa caro. Invista na sua educação financeira.

Independência Financeira

Aqui começa a sua jornada. No final, o trabalho será por paixão e não por obrigação. Crie o seu plano de construção de patrimônio colecionando investimentos que geram a renda que pagará pelo seu estilo de vida. Tenha de volta o seu tempo livre para aproveitar como quiser. Conquiste uma vida mais leve e menos corrida. Todas as ferramentas para você planejar e iniciar a sua jornada até a sua independência financeira. Comece por esse livro.

Investir nas melhores empresas da Bolsa

Aprenda a selecionar as melhores empresas da Bolsa para investir em ações. Domine os conhecimentos e as ferramentas que permitem estudar os resultados financeiros e fundamentalistas das empresas. Comece do zero e invista nas ações das empresas que mais crescem e distribuem lucros (dividendos). Livro ilustrado, rico em gráficos, vídeos e exemplos reais do mercado brasileiro. Perfeito para quem está iniciando.

Investir em CDB, LCI e LCA

Todos os conhecimentos e as ferramentas que você precisa para multiplicar a rentabilidade dos seus investimentos em renda fixa de forma imediata e segura. Aprenda a investir em títulos privados como CDB, LCI e LCA que pagam juros acima da média. Ganhe todos os simuladores e planilhas para comparar a estudar os investimentos de renda fixa oferecidos por todas as principais instituições financeiras.

Se você quiser aprender mais sobre investimentos e educação financeira acompanhe os artigos que escrevo semanalmente aqui no Clube dos Poupadores. Eu aviso todos os leitores inscritos quando existem novidades. Para se tornar um leitor inscrito gratuitamente basta preencher o formulário e depois confirmar sua inscrição através do e-mail que enviarei para você.

Inscreva-se para receber nossos artigos por e-mail gratuitamente.