O Banco Fibra é um banco que oferece investimentos de renda fixa como CDB, LCI e LCA através de diversas corretoras.

Neste artigo vou apresentar algumas informações sobre o banco, links e livros para que você aprofunde seus estudos sobre renda fixa.

É importante que você conheça os bancos onde você investe o seu dinheiro.

Como o banco ganha dinheiro:

O banco Fibra é um banco B2B focado nos segmentos Corporate, Agro e PME, ou seja, ele se dedica a atender pessoas jurídicas. Corporate são empresas com faturamento acima de R$ 300 milhões/ano. Agronegócios são os produtores rurais de grande porte, cooperativas, indústrias de defensivos e fertilizantes, trading companies e Revendas.

Eles também atendem empresas com faturamento anual entre R$ 30 milhões e R$ 300 milhões cujas operações de crédito, em sua maioria, são lastreadas por recebíveis e desconto de duplicatas.

Já as PMEs ou Pequenas e Médias Empresas são aquelas ocm faturamento anual de até R$ 30 milhões/ano.

História do Banco:

O Banco Fibra é do Grupo Vicunha, um dos maiores grupos industriais do país, controlador da Vicunha Têxtil e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

Com foco em Varejo até 2012, passou a concentrar seus negócios nos segmentos Corporate e Agro em 2013. Em 2017, houve a criação da plataforma comercial para atender também Empresas de médio porte. Em 2018, se tornou o primeiro banco brasileiro a migrar 100% de sua plataforma tecnológica para a nuvem.

Em 2019, houve a implantação de uma Diretoria de Tecnologia e Inovação e a criação de duas novas superintendências, uma voltada para a experiência dos clientes e outra para transformação digital. As mudanças aumentaram a capacidade de processamento de dados da empresa e apoiaram o aprimoramento da oferta de serviços, produtos e soluções.

Em 2020, a marca foi renovada com o lançamento de uma nova identidade visual e estratégias de expansão para o mercado de Pequenas e Médias Empresas (PME). Com a mudança, o segmento passou também a consumir soluções financeiras em uma plataforma pautada na digitalização e facilidade de relacionamento e da geração de negócios.

O Banco Fibra é 100% controlado pela Família Steinbruch, do Grupo Vicunha, que também controla a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Vicunha Têxtil, líderes em seus setores de atuação, além da Fibra Experts.

Garantias

Ao investir em qualquer banco (CDB, LC, LCI e LCA), o investidor está coberto pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para aplicações até o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao teto de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Letras Financeiras (LFs) não são elegíveis à garantia do FGC.

Um conglomerado é composto por diversas instituições, que podem atuar em segmentos distintos. Por exemplo, uma instituição pode ser um banco comercial e outra uma corretora de valores. Cada instituição também possui seus resultados individualizados.

Riscos

Ao investir em um banco é importante acompanhar os seus resultados financeiros. Um dos vários indicadores importantes é a “Carteira de Crédito por Nível de Risco” que você pode acessar aqui.

Existe uma classificação determinada pelo Banco Central na resolução nº 2.682. Os créditos bancários são classificados em nove níveis, sendo eles: AA (menor risco), A, B, C, D, E, F, G e H (maior risco). Sendo assim, a carteira E-H inclui os créditos mais arriscados e aqueles com atraso de pagamento acima de 91 dias. Esses créditos exigem provisão entre 30% e 100% sobre o valor das operações.

As metodologias de determinação do risco levam em consideração fatores do devedor e seus garantidores como: situação econômico-financeira, grau de endividamento, capacidade de geração de resultados, fluxo de caixa, administração e qualidade de controles, pontualidade e atrasos nos pagamentos, contingências, setor de atividade econômica e limite de crédito. Em relação à operação de crédito: natureza e finalidade da transação, características das garantias quanto à suficiência e liquidez e valor. Quanto maior a parte da carteira de crédito do banco com classificação AA ou A melhor será, ou seja, menor o nível de risco.

Para aprender a avaliar diversos indicadores antes de investir em CDB, LCI e LCA leia este livro aqui.

Outros links:

Receba atualizações semanais sobre novos artigos publicados: Inscreva seu e-mail aqui.

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior