Se você procura algum tipo de inteligência, software ou robô que analisa ações para ajudar você a investir, leia esse artigo. Ele é uma resposta longa para a dúvida deste leitor:

…faz um ano que invisto em ações, mas descobri que só estava apostando, não estava investindo de verdade, só estava comprando aquilo que os influenciadores recomendavam. Resolvi estudar e descobri que estava comprando ações de empresas com fundamentos ruins. Hoje eu entendo que no longo prazo os preços das ações seguem os seus resultados. Mas devido ao meu trabalho tenho pouco tempo para analisar os resultados e fundamentos das empresas. Será que existe algum tipo de robô, software ou algo que me ajude nessa tarefa? O seu livro de análise fundamentalista fala sobre isso?

Recebo muitas mensagens parecidas com essa. Aqui vai uma resposta detalhada por partes.

Sobre os influenciadores e as apostas

É normal que por falta de tempo e de conhecimento a pessoa comece a investir seguindo as recomendações de amigos, parentes e até de desconhecidos que encontramos na Internet. Essas pessoas que recomendam possuem suas próprias motivações. Logo percebemos que estamos fazendo apostas e torcendo para que as apostas sejam vitoriosas. Não deveria ser assim. Devemos ter ferramentas e conhecimento para fazer escolhas consciente e que tenha justificativa. Investir no que o outro recomendou é uma péssima justificativa. Depois basta acompanhar os resultados trimestrais da empresa onde investimos para saber se existe fundamento técnico para continuar investindo.

Com isso você vai evitar o erro comum de torcer ou de se comportar como um membro de fã clube de alguma empresa onde você investiu. Normalmente é isso que alguns influenciadores fazem. Eles torcem e defendem determinadas empresas como chefes de torcida.

Para se ver livre dessa situação você precisa buscar conhecimento e ferramentas. Com isso você deixa de depender daqueles que possuem conhecimento e domínio das ferramentas.

O preço depende dos resultados

O preço de uma ação depende dos resultados financeiros que a empresa está colhendo hoje (presente), seu histórico de resultados (passado) e também das expectativas dos investidores sobre quais serão os resultados da empresa no futuro. Isso significa que no preço de uma ação temos uma parte do seu preço definida pelo passado, outra pelo presente e outra como expectativas sobre o futuro.

Para entender melhor essa questão da expectativa sobre o futuro, imagine uma empresa como se ela fosse uma máquina de fazer dinheiro, pois de fato elas são criadas e mantidas como se fossem uma.

Quando você compra uma ação você está comprando o direito de participar dos resultados que essa máquina vai produzir agora e principalmente no futuro. Então o preço dessa máquina também depende do quanto as pessoas esperam que ela irá produzir em dinheiro no futuro.

Uma máquina de gerar lucros

Se você entende uma ação como se ela fosse uma pequena máquina de gerar lucros, logo abaixo temos um gráfico que mostra a relação do preço de uma ação (linha azul) com a LPA ou Lucros por Ação (linha laranja). O LPA é igual ao lucro líquido da empresa dividido pelo número de ações.

Os investidores acreditam que, no longo prazo, o preço de uma ação se movimenta no mesmo sentido do lucro por ação e frequentemente é isso que acontece, mas nem sempre.

O gráfico acima é de uma empresa do setor de varejo de artigos de vestuário e moda com ações listadas na bolsa brasileira. No lado esquerdo temos o preço da ação e no direito o lucro por cada ação (linha laranja). Podemos ver o lucro crescente e preço crescente das ações.

Muitas vezes o preço da ação sobe muito sem que os lucros acompanhem esse crescimento. Isso nos mostra momentos de excesso de otimismo sobre o futuro. Já os momentos em que os preços caem muito, e os lucros permanecem na sua tendência de alta, nos mostram excesso de pessimismo sobre o futuro. É claro que notícias, eventos políticos e econômicos estão sempre impactando as expectativas das pessoas sobre o futuro.

As pessoas que recomendam investimentos ou aquelas que tentam influenciar você a comprar aquilo que elas querem que você compre, possuem acesso a ferramentas de análise que a maioria não possui. Quando você não tem acesso a ferramentas e ao conhecimento para analisar as empresas, você vai acabar comprando quando os preços estiverem muito acima do razoável (excessos de otimismo).  Empresas com bons fundamentos possuem um “preço de segurança” que está mais relacionado com os seus resultados e menos relacionado com o excesso de otimismo ou pessimismo. Geralmente esses preços mais realistas estão nesses pontos no gráfico onde você perceber que os preços param de cair. Frequentemente são preços que fazem parte de uma média importante.

Logo abaixo temos o gráfico que mostra o preço da ação (linha azul) e o VPA ou valor patrimonial por ação na linha laranja.

O gráfico é da mesma grande varejista de moda que temos na bolsa de valores brasileira. Podemos entender o patrimônio líquido de uma empresa de forma simples como tudo que ela tem de valor (que vale dinheiro) menos tudo que ela deve. É importante para o investidor que as empresas lucrem muito, de preferência com lucros crescentes e que tenha patrimônio líquido crescente.

Veja que nesse gráfico e no anterior temos uma forte queda no preço da ação (linha azul) em 2020 durante a pandemia. Essa queda mostra a deterioração das expectativas dos investidores com relação aos resultados que a empresa terá no futuro graças ao impacto econômico negativo gerado pela pandemia. Também podemos ver quedas fortes em momentos críticos como “greve dos caminhoneiros”, eleições, os períodos tensos antes do impeachment e assim por diante. Foram eventos impactantes, mas como podemos ver no crescimento dos lucros e do patrimônio líquido, a empresa continuou lucrando, pois as pessoas continuam comprando roupas e mais roupas parceladas no cartão da loja.

Eu considero importante que todo investidor tenha uma ferramenta que permita ter essa visão das empresas. Esses dois gráficos fazem parte de uma ferramenta que eu utilizo. Ela tem um conjunto de 17 gráficos com históricos de 10 anos de diferentes fundamentos financeiros ajudam muito a analisar rapidamente a situação financeira das empresas.

Sendo que essa ferramenta é só uma entre muitas que fazem parte deste site por assinatura (veja aqui). O custo mensal da ferramenta é insignificante perto da sua utilidade, que é nos dar liberdade para analisar nossos investimentos sem ficar dependendo de outras pessoas. É menos do que você gastaria fazendo um lanche no shopping ou comprando roupas nas promoções dessa loja de roupas que usei como exemplo didático. O plano mais barato dos três atende perfeitamente a necessidade do pequeno investidor (os preços estão no final dessa página aqui).

Robô que Analisa Ações

Se você entende que um robô é uma máquina programada para fazer um trabalho, podemos dizer que dentro desse serviço que citei existem “robôs” que fazem a leitura de dados, organizam esses dados históricos na forma de relatórios, gráficos e tabelas de fácil entendimento. Também existem ferramentas que analisam esses dados financeiros e nos apresentam uma espécie de pontuação.

Como exemplo veja o relatório abaixo. É o resultado “robotizado” de uma análise dos fundamentos financeiros de uma empresa com ações negociadas na bolsa. O sistema divide esses dados em grupos e atribui uma nota de 0 a 100 para cada grupo e depois gera uma nota de 0 a 100 para a ação da empresa. Qualquer criança em período escolar entenderia que estamos diante de uma empresa que tem boas notas .

Veja no relatório acima que o “robô” analisou atributos como desempenho, rentabilidade, retorno ao acionista, negociação, endividamento e características adicionais. No total, a ação da empresa recebeu uma nota 79 que poderia ser de 0 a 100.  Ele ainda apresenta alguns comentários sobre cada grupo de fundamentos que ele analisou chamando a sua atenção para alguns pontos positivos e negativos se foram detectados.

Esse tipo de “análise robotizada” faz você economizar tempo, pois você pode selecionar 10 ações com boas notas entre as mais de 300 que existem na bolsa. Depois você pode dedicar algum tempo estudando os relatórios mais completos que apresentam gráficos históricos de 17 indicadores da análise gráfica. Todos eles eu ensino detalhadamente no meu livro sobre análise fundamentalista (conheça aqui).

Outra ferramenta “robotizada” do mesmo  site por assinatura faz uma avaliação do preço justo da ação ou o preço de segurança que está relacionado com os resultados da empresa. Pois o ideal seria comprar ações de boas empresas por bons preços. Já vimos aqui que existem momentos em que os preços aumentam demais e se descolam dos fundamentos.

Esse sistema também atribui uma pontuação de 0 a 100 para o atual preço da ação. Quanto maior a pontuação mais barata está a ação ou maior a sua margem de segurança com relação a estar comprando a ação por um preço relacionado com seus resultados. Só que neste caso temos a possibilidade de interferir na avaliação do robô, caso você queira ser pessimista com relação aos resultados futuros.

Vamos ver um exemplo:

Logo acima temos o lucro por ação de uma determinada empresa (barras laranja). O “robô” considera que, se o crescimento dos lucros trimestrais seguir a mesma tendência de alta do passado, teremos uma taxa de crescimento de 20% ao ano dos lucros até 2025. Esse crescimento projetado é representado pelas barras azuis (cada barra azul é um trimestre e um ano tem 4 trimestres).

Veja que acima temos a informação de que o crescimento no último ano foi de 48%, em 3 anos foi de 33,36%, em 5 anos foi de 23,52% e o robô utilizou na sua avaliação um crescimento de 20%.

A questão agora é saber se os investidores estão precificando esse crescimento. Pois como falei, a expectativa dos lucros futuros interferem no preço da ação no presente. As vezes os investidores exageram nos preços que aceitam pagar por ações que não possuem expectativas de resultados compatíveis com aquele preço. Quando ocorre uma crise ou uma queda generalizada na bolsa os preços tendem a cair até valores mais realistas.

Seguindo esse raciocínio, é arriscado pagar caro por ações de empresas onde a expectativa de lucros elevados sejam irrealistas. Por outro lado, você pode reduzir muito o seu risco se pagar o preço justo, que está de acordo com expectativas realistas de crescimentos dos lucros.

Para um lucro com crescimento de 20% ao ano, o robô desenha a seguinte avaliação de risco:

O gráfico nos diz que o preço justo por essa ação seria de R$ 104,95 para um crescimento de 20% ao ano nos lucros até 2025. O preço da ação no momento está em R$ 44,76. Estou escrevendo esse artigo no segundo semestre de 2020, quando a crise da pandemia está em andamento. A seta cinza no início da barra verde indica que o preço de R$ 44,76 representa uma oportunidade, pois para o sistema preços menores que R$ 77,24 são preços compatíveis com a realidade de crescimento de 20% ao ano nos próximos 5 anos (barra verde). Preços entre R$ 77,24 e R$ 132,65 estariam ok (barra amarela) e preços acima de 132,65 estariam muito elevados, ou seja, incompatíveis com um crescimento de 20% ao ano nos próximos 5 anos.

Isso significa que, para o preço de R$ 44,76 por ação, a ferramenta está classificado como um preço de baixo risco, na área verde da coluna de risco.

Agora, talvez você queira ser pessimista com relação ao futuro da economia diante de uma crise como a da pandemia. Vamos imaginar que a pandemia vai desencadear uma crise econômica até 2025 e os lucros da empresa que usamos no exemplo tenham uma queda anual de -10%. Eu posso configurar “robô” para que ele faça a mesma análise de preço justo considerando uma expectativa negativa de -10% nos lucros ao ano até 2025. Veja como ficou:

 

Logo abaixo temos o resultado da avaliação de risco considerando o pessimismo de que teremos queda de -10% nos lucros dessa empresa até 2025.

Veja que agora o preço da ação de R$ 44,76 está muito próximo do que o sistema considera justo (região amarela) para a ação da empresa caso se confirme uma queda no lucro líquido por ação de -10% ao ano até 2025. Então eu posso imaginar que o mercado (todos os investidores) estão precificando queda nos lucros nos próximos anos ao negociar a ação por R$ 44,76. A medida que as expectativas se tornarem mais positivas, o preço da ação tende a subir seguindo essas expectativas e os lucros trimestrais que serão divulgados até lá.

O sistema também me permite listar todas as ações que possuem boa pontuação com relação aos fundamentos e com relação aos preços e isso me economia uma enorme quantidade de tempo e trabalho, como se eu tivesse uma espécie de “robô assistente” que coleta os dados, faz os cálculos e analisa os dados. Isso me ajuda a selecionar algumas poucas ações para analisar com maior profundidade e verificar se eu concordo ou não com o robô.

No meu livro sobre análise fundamentalista eu ensino a utilizar ferramentas gratuitas e ferramentas por assinatura (como essa que apresentei acima) para analisar os fundamentos das empresas. No livro sobre como investir no exterior eu também apresento quais fundamentos você deve avaliar e quais ferramentas eu utilizo, como as utilizo para avaliar as ações. Nos EUA também existem ferramentas que ajudam a avaliar as ações, RETs e REITs rapidamente como se fossem robôs, sendo que existem boas opções de ferramentas sem custos.

Recomendo a leitura de dois livros: Como Investir na Bolsa: Análise Fundamentalista e o livro Como Investir na Bolsa: Análise Técnica. Conheça todos os nossos livros sobre investimentos visitando aqui.

Receba novos artigos por e-mail

Gostaria de receber atualizações do Clube dos poupadores gratuitamente por e-mail?

Esse artigo foi útil?