Talvez você faça parte do clube do 1% mais rico do Brasil ou conheça alguém próximo e não saiba disso. Frequentemente esse 1% mais rico é citado em reportagens. Muitas vezes são caluniados como se acumular o próprio dinheiro fosse um crime.

Como ninguém calcula e define quanto alguém precisa juntar (líquido) para fazer parte do grupo, esse 1% parece ser distante da nossa realidade.

Uma consultoria imobiliária do Reino Unido (fonte) resolveu descobrir a riqueza líquida (em dólares) que alguém precisa acumular para fazer parte do 1% mais rico em diversos países. O estudo é de 2021.

No Brasil você precisa de US$ 280.000,00 de patrimônio líquido para fazer parte do clube do 1%. Você pode consultar este valor em reais a data de hoje clicando aqui. No dia em que este artigo foi escrito US$ 280 mil valiam pouco mais de R$ 1,4 milhões. Se você nunca fez o seu balanço patrimonial para saber qual é o seu patrimônio líquido, visite aqui, mas antes leia este artigo até o final.

Se você morasse em Mônaco seria necessário juntar quase 29 vezes mais para ultrapassar US$ 7,9 milhões e ser parte do 1% mais rico. Para ser rico na Suíça você precisa de US$ 5,1 milhões. Nos EUA são necessários US$ 4,4 milhões.

Ao viajar para esses países você provavelmente se sentirá mais pobre, mas em outros países poderá se sentir mais rico. Para estar entre os mais ricos na Índia, Indonésia e Filipinas basta ter US$ 60 mil (veja em reais hoje). Para ser rico no Quênia você precisa de US$ 20 mil. Veja a riqueza necessária para ser rico em diversos países no gráfico abaixo. Clique na imagem para ampliar.

É importante destacar que riqueza líquida acumulada não tem relação com renda elevada. Alguém com alta renda pode simplesmente gastar tudo que ganha e fazer muitas dívidas. Neste caso o seu patrimônio líquido pode estar próximo de zero ou pode ser negativo (quando as dívidas da pessoa são maiores que seus bens). Já uma pessoa de classe média, se for disciplinada, souber investir e não gastar tudo que tem com exibicionismos e bobagens, poderá acumular um grande patrimônio durante a vida.

Clube do 0,1% mais rico

Para fazer parte do grupo dos ricos que representam apenas 0,1% dos brasileiros é necessário ter um patrimônio líquido de US$ 1 milhão (veja em reais). Quando este artigo foi escrito este valor era de quase R$ 5,2 milhões. Para ser realmente rico nos EUA você precisa juntar US$ 25 milhões. O que você precisa ter no Brasil para ser do grupo de 1% mais rico é mais que suficiente para ser parte do 0,1% mais rico na Índia, Indonésia, Filipinas, Nigéria e Quênia.

 

Produzir, acumular e multiplicar riquezas está diretamente relacionado com o seu nível de conhecimento sobre o funcionamento do dinheiro.

Aprendemos muito rápido a gastar dinheiro, ostentar e desperdiçar, mas nem todos aprendem a ganhar, poupar e investir dinheiro da melhor forma.

Eu acredito que parte significativa da pobreza que atinge pessoas com educação básica e média (até mesmo de nível superior) está diretamente relacionada com a falta de conhecimentos e de uma cultura que favoreça o ato de poupar e investir o próprio dinheiro.

Todos ganham quando você não sabe lidar com o seu dinheiro. Veja como funciona:

  • Quem não tem muito conhecimento sobre ganhar dinheiro se torna mão de obra barata;
  • Quem não sabe poupar para poder comprar fica dependente de empréstimos e financiamentos dos bancos;
  • Quem ganha bem e gasta tudo que ganha sustenta a indústria dos supérfluos e das aparências;
  • Quem não se preocupa com o futuro termina a vida dependente do governo e de suas esmolas;
  • Quem vive cheio de problemas financeiros busca paliativos nos vícios e maus hábitos e passa a sustentar essas indústrias.
  • Quem vive na pobreza se torna alvo fácil nas mãos de determinados políticos.
  • Quem é realmente rico não gasta tempo assistindo televisão aberta, jornais, canais e sites que só publicam sensacionalismos, bobagens e fofocas. Grande parte dos meios de comunicação depende da audiência dos mais pobres e de classe média. Manter essa parcela da população entretida com bobagens faz todo sentido para quem vive disso.

Vivemos em um mundo capitalista e estranhamente ninguém ensinou e motivou você a ser um bom capitalista.

Se o sistema econômico que temos no mundo é baseado no acúmulo de bens privados e na liberdade de produzir e de vender (livre iniciativa) com o objetivo de obter lucro, acumular capital e enriquecer, por qual motivo ninguém ensina a população sobre isso de uma forma positiva e construtiva?

Se o capitalista é todo aquele que produz riquezas (trabalho), acumula riquezas (poupança) e multiplica essas riquezas (investimentos) não seria justo e bom motivar as pessoas para que façam isso da melhor forma possível? Quem perde se as pessoas forem menos dependentes e mais livres financeiramente?

Ninguém fica rico gastando tudo que ganha, mas é isso que nos motivam a fazer. Quando acaba o dinheiro nos motivam a fazer empréstimos e financiamentos. É tentando parecer ser mais rico do que você realmente é que você dificilmente acumulará o patrimônio necessário para ser verdadeiramente rico.

A riqueza se forma quando produzimos, acumulamos e multiplicamos riqueza. Isso exige esforço, paciência e conhecimento. Este processo de acumulação e multiplicação se dá através de carteiras de investimentos bem administrada por uma vida inteira. A sua carteira é o conjunto de todos os ativos que você acumula durante a vida. Alguns desses ativos te ajudam a enriquecer quando se valorizam e outros te ajudam produzindo renda passiva recorrente.

Todas as pessoas que enriqueceram por conta própria que conheço ou que foram objeto dos meus estudos possuem carteiras compostas por investimentos financeiros e investimentos em imóveis e/ou negócios. É a ideia de que o dinheiro bem investido ajudará você a ganhar mais dinheiro.

Os poucos ricos que a sociedade idolatra são aqueles que ganham dinheiro através da música, esportes e artes. Geralmente ensinam para as pessoas que esses ricos nasceram com alguma habilidade especial ou tiveram sorte, quando não é verdade.

Já os que enriquecem produzindo, comercializando ou mesmo investindo são vistos de outra forma, muitas vezes de forma negativa. Essas são pessoas que dominam conhecimentos sobre ganhar, poupar e investir que poderiam ser ensinados.

Diante dessa situação, deve partir de você a vontade de aprender aquilo que falta para que você possa ter melhores resultados na sua vida financeira.

Se você quiser aprender mais sobre investimentos e educação financeira acompanhe os artigos que escrevo semanalmente aqui no Clube dos Poupadores. Eu aviso todos os leitores inscritos quando existem novidades. Para se tornar um leitor inscrito gratuitamente basta preencher o formulário e depois confirmar sua inscrição através do e-mail que enviarei para você.

Informe o seu e-mail:

Aprenda a investir:

Livros que escrevi para ajudar você a melhorar os seus resultados financeiros:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior