Você pagaria alguma coisa para ter essa “obra de arte” na sua casa? Clique na figura abaixo para assistir ao vídeo.

Você não consegue enxergar beleza e valor na obra de arte criada em apenas alguns segundos por esse famoso “artista”? Parabéns, suas faculdades mentais ainda não foram corrompidas por aquelas pessoas modernas que estão ali atrás do “artista”.

Vivemos no mundo invertido.

Querem convencer você de que a inversão é o progresso e que ela representa o mundo moderno.

Algumas características do mundo moderno que querem fazer você engolir:

Falta de beleza: o mundo moderno negligência a busca pela beleza estética. O moderno é abstrato e frequentemente distorcido e desagradável. Compare a arte antiga e a moderna, a arquitetura antiga e a moderna, as cidades antigas e modernas, a moral e os costumes antigos e os atuais. Tire as suas conclusões.

Caoticidade: a cultura moderna valoriza a falta de ordem e harmonia. Eles querem convencer você sobre o “bom gosto” das formas e composições desconstrutivistas, caóticas e perturbadoras em qualquer área de vida. Você já teve estranhamento ao ver um político elogiando a economia devastada de um país vizinho? Já viu jornalistas minimizando a situação política e social desses países? Lembre-se de que para os “modernos” a beleza está na desconstrução e na caoticidade.

Desconstrutivismo: A desconstrução é um conceito comumente associado ao moderno. A desconstrução leva à fragmentação e à perda de unidade. A quem interessa desconstruir tudo que trouxe a humanidade até aqui? O desconstrutivismo moral, costumes e família levar à perda de valores fundamentais e à fragmentação da sociedade. É o que estamos assistindo sem poder fazer nada. Essa desconstrução da sociedade e da família produz sérias consequências financeiras na vida das pessoas.

Culto ao feio: a tendência dos modernos é explorar temas e imagens feias e desagradáveis. Essa abordagem despreza a beleza que sempre existiu e busca apenas o impacto provocativo, chocante e até ofensivo. A música, os filmes, os livros atuais estão repletos de culto ao que é feio. Até o comportamento das pessoas, atualmente, sofre a cultura do que é feio e ofensivo.

Falta de talento: o moderno frequentemente é desprovido de habilidade técnica, talento e força de vontade. Não se valoriza mais conhecimento, experiências e trabalho duro. Um rabisco de 30 segundos, que mais parece uma sujeira, é o máximo esforço para a obra prima nos tempos modernos. O moderno é fácil de ser produzido, pois é feio e sem o rigor técnico que já foi exigido pelo que nossos antepassados. Isso atinge todas as áreas da vida, incluindo aquelas que produzem consequências financeiras.

Na figura acima você tem Davi (figura bíblica importante para judeus e cristãos) na forma de uma das esculturas mais perfeitas já produzidas. Foi criada por Michelangelo, artista que será lembrado por toda a história da humanidade.

Já essa pedra que você está vendo jamais seria considerada uma obra de arte em outro tempo de nossa história. Isso só é obra de arte no mundo invertido em que vivemos. Custou uma verdadeira fortuna e está exposta na cidade de Los Angeles (fonte). Com certeza essa obra será irrelevante na história ou lembrada pelas futuras gerações como exemplo da estupidez vivida no nosso tempo.

Quando a arte, música, literatura e todas as manifestações humanas são tortas, caóticas e feias, isso vai inspirar você a ter uma vida caótica, uma história feia, uma família desordenada, uma mentalidade torta, um passado sujo e um futuro nebuloso. Vão dizer para você que tudo isso é normal, tudo isso é aceitável já que o humano é imperfeito e que existe beleza na imperfeição.

Não acredite nessas bobagens. Tire duro que é caótico e tosco da sua vida e da sua casa. Cultive o que é bom, justo e belo em todas as áreas da sua vida. Tire o caos da sua vida.

É muito difícil ter sucesso na sua vida profissional e financeira se você adotar o caos moderno. Uma das principais características humanas é a capacidade de separar o que é bom do que é ruim, belo e feio, justo e injusto. Não permita que tentem convencer você sobre o contrário.

Valorize aquilo que realmente tem valor. Não permita que invertam os seus valores.

Comece jogando fora tudo que existe na sua vida, casa e trabalho que não tem valor.

Quando sobrar mais tempo, invista nos seus conhecimentos.

Receba um aviso por e-mail quando novos artigos como esse forem publicados. Inscreva-se gratuitamente:

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o Livro Como Proteger seu Patrimônio
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Conheça o Virtudes, Vícios e Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior
Livro Negro dos Im´óveis