Era uma vez três irmãos trigêmeos, chamados Tom, Dick e Harry.

Esses irmãos, apesar de terem crescido juntos sob o mesmo teto, educados pelos mesmos pais e terem as mesmas oportunidades e habilidades, tinham perspectivas e prioridades diferentes na vida.

Cada irmão era casado e tinha dois filhos.

Os três irmãos tinham a mesma profissão, eram carpinteiros e os três ganhavam $25 por hora, mas a semelhança parava por aí.

Tom optou por trabalhar 20 horas por semana, Dick 40 horas, e Harry, incansável, dedicava 60 horas ao trabalho.

As esposas deles também contribuíam para a renda familiar de maneiras diferentes:

A esposa de Tom optou por não trabalhar. A esposa de Dick vendia imóveis em meio expediente e ganhava $25.000 por ano. A esposa de Harry trabalhava em tempo integral como gerente de escritório, ganhando $50.000 por ano.

Além das diferenças na carga horária e renda, existiam contrastes no comportamento financeiro dos irmãos e suas esposas.

Tom e Dick gastavam toda a sua renda. Eles não se preocupavam muito com o futuro. Eles confiavam na previdência pública para sua aposentadoria. Harry e sua esposa, por outro lado, economizavam e investiam parte de sua renda. Eles acumulavam ativos com títulos públicos e ações pensando no longo prazo. Eles queriam conquistar a independência financeira para não depender do governo no futuro. O estilo de vida de Harry parecia mais simples que o estilo de vida dos dois outros irmãos. 

Quando um loteamento foi construído no bairro deles, os irmãos compraram casas na mesma rua. Eles se uniram com o objetivo de melhorar a rua em que moravam. Temendo o crime e querendo um ambiente mais atrativo, decidiram instalar um portão de segurança, repavimentar a rua e melhorar a iluminação e o paisagismo. O custo total dessas melhorias era de $30.000.

Harry assumiu que a conta seria dividida igualmente entre eles, cada irmão pagando $10.000. Porém, Tom e Dick se opuseram, alegando que Harry deveria pagar mais por ganhar mais dinheiro.

Harry ficou confuso, argumentando que ele e sua esposa trabalhavam mais horas e economizavam dinheiro, por isso não deveriam ser penalizados por isso.

Depois de muito debate, Tom sugeriu uma abordagem “mais justa”, inspirado pelas tabelas de imposto regressivo. Não esqueça que Tom é o irmão que escolheu trabalhar menos horas e que sua esposa escolheu não trabalhar. Ele nunca se preocupou com o ato de poupar e investir parte do próprio dinheiro.

Tom propôs que cada irmão contribuísse com uma porcentagem baseada em sua renda total. Harry pagaria $23.450, Dick pagaria $6.550 e Tom não contribuiria com nada. Isso parecia muito justo na visão de mundo de Tom e de sua mulher.

Embora parecesse injusto para Harry, ele acabou aceitando a proposta de Tom. E assim, o custo das melhorias foi dividido de acordo com a proposta de Tom, mesmo que todos se beneficiassem igualmente das melhorias. Tom e Dick estavam felizes com o novo arranjo, enquanto Harry, apesar de insatisfeito, continuou a contribuir sem reclamar muito.

Quando acontecem eleições, Tom escolhe deputados, senadores e presidente tendo como base essa sua ideia de “justiça social” que o beneficia.

Tom e sua esposa votam em políticos que oferecem auxílios, subsídios, bolsas e uma série outros benefícios que são pagos com os impostos que os outros dois irmãos pagam a mais por trabalharem mais e pouparem mais. Frequentemente as decisões desse tipo de político penaliza cada vez mais pessoas como Harry. Isso acaba desmotivando as pessoas que gostariam de trabalhar mais e poupar mais, pois elas sempre são as mais penalizadas.

Harry tenta educar Tom sobre a importância de empreender mais, trabalhar mais, poupar mais, investir mais e ficar cada vez menos dependente do governo no presente e no futuro. Mas nada disso adianta. Além de Tom não ouvir, Tom não se importa com Harry. Tom se sente uma vítima e adora se sentir assim. Tom demonstra estar encantado com políticos e ideologias que oferecem benefícios para o estilo de vida acomodado que ele e sua esposa estão levando.

Essa história ressalta não apenas a injustiça por trás do imposto progressivo, ele nos mostra um mecanismo perverso que serve para desmotivar os que trabalham mais, poupam mais e investem mais.

É do interesse de muitos políticos que todas as pessoas sejam como Tom, pois dos três irmãos é o Tom que será mais dependente do governo. Tom é aquele que sempre votará em um tipo específico de político que se apresenta como defensor dos que tem menos renda. Tom não entende que o real interesse desse tipo de ideologia é o de enfraquecer a população para que ela seja controlada e dominada como um projeto de permanência indefinida no poder.

Cada vez mais pessoas no mundo pensam como Tom, até mesmo dentro dos países ricos. Essas pessoas escolhem políticos que defendem ações e leis que servem para multiplicar ainda mais o número de pessoas como Tom enquanto prejudicam e desestimulam o modo de vida de Harry. Como consequência, no futuro, teremos um lento processo de empobrecimento e enfraquecimento de todas as famílias do mundo.

Aqui está uma série de ações políticas adotadas no mundo que são apoiadas por pessoas como Tom e sua esposa.

  1. Renda Mínima Garantida: A política de renda mínima garantida beneficia pessoas que optam por trabalhar menos horas ou não trabalhar, como Tom, fornecendo-lhes uma renda base independente de sua contribuição produtiva.
  2. Impostos Progressivos: Esta política penaliza indivíduos que ganham mais, como Harry, exigindo que eles paguem uma parcela maior de seus ganhos em impostos, enquanto pessoas com menores rendimentos são tributadas a taxas mais baixas ou até isentas.
  3. Programas de Assistência Social: Políticas que fornecem assistência alimentar, habitação subsidiada, cuidados de saúde gratuitos ou acessíveis, entre outros, tendem a beneficiar aqueles que ganham menos, enquanto colocam um fardo adicional sobre os que ganham mais para financiá-los.
  4. Programas de Desemprego: Programas que oferecem auxílio-desemprego incentivam menos horas de trabalho e potencialmente favorecem pessoas como Tom, que escolhe trabalhar menos, ao oferecer um colchão de segurança.
  5. Imposto sobre Grandes Fortunas: Um imposto sobre a riqueza acumulada, como ações, títulos, imóveis e outros investimentos, pode afetar negativamente pessoas como Harry, que escolheram economizar e investir parte de seus ganhos.
  6. Juros Baixos: Políticas de juros baixos podem desencorajar a poupança e o investimento, prejudicando pessoas como Harry, enquanto incentivam o consumo, beneficiando pessoas como Tom.
  7. Políticas de Perdão de Dívidas: Políticas que perdoam dívidas, como dívidas estudantis, beneficiam aqueles que assumiram grandes dívidas e têm dificuldades para pagá-las, enquanto podem prejudicar aqueles que optaram por economizar e viver dentro de seus meios.
  8. Regulamentações Trabalhistas: Políticas que promovem direitos dos trabalhadores, como horário de trabalho reduzido e licença parental remunerada, podem beneficiar pessoas que desejam trabalhar menos horas, como Tom.
  9. Políticas de Renda Universal: Uma renda básica universal, fornecendo a todos os cidadãos uma soma de dinheiro independente de seu trabalho ou renda, pode desincentivar o trabalho duro e a economia, prejudicando pessoas como Harry, mas beneficiando aqueles que optam por trabalhar menos ou não trabalhar, como Tom.

Vale destacar que aqui estamos considerando que os 3 irmãos tiveram condições iniciais semelhantes. Tente imaginar as pessoas que estudaram com você na mesma escola, que fizeram a mesma faculdade ou que trabalham na mesma empresa. Essas pessoas que tiveram oportunidades semelhantes estão cada vez mais aderindo a mentalidade de Tom. Hoje temos uma ferramenta importante para democratizar a educação profissional e financeira que é a internet. Pessoas como Tom, incluindo as mais pobres, estão na internet entretidas com dancinhas, games, futebol, pornografia, fofocas e bobagens em redes sociais. Existem poucas pessoas como o Harry (em todas as classes sociais)  que estão buscando conteúdos que possam melhorar o desempenho no trabalho e os resultados financeiros.

Esse é o grande problema que temos hoje em todos os países, incluindo os mais ricos onde as oportunidades são semelhantes. Mesmo as pessoas semelhantes, possuem prioridades diferentes e isso produz resultados financeiros diferentes.

Nenhum país prospera quando a maioria da população se comporta como Tom. A prosperidade e o enriquecimento do país ocorrem quando a maioria entende a importância de ser como Harry.

Esse artigo foi inspirado no vídeo abaixo. Eu já escrevi um artigo sobre esse vídeo em 2018, que falava sobre a injustiça contra quem trabalha, poupa e investe.

Receba um aviso por e-mail quando novos artigos como esse forem publicados. Inscreva-se gratuitamente:

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o Livro Como Proteger seu Patrimônio
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Conheça o Virtudes, Vícios e Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior
Livro Negro dos Im´óveis