Publiquei a seguinte pergunta no Instagram do Clube dos Poupadores: “Se você pudesse voltar no tempo e encontrar a si mesmo aos 15 anos, qual única frase diria antes de desaparecer?”. A publicação está aqui.

Várias pessoas responderam a pergunta. Eu analisei as respostas e as organizei em grupos.

  • Conselhos de vida: 32,61%
  • Recomendações de compra de ações: 19,57%
  • Educação financeira e desenvolvimento pessoal: 15,22%
  • Recomendação de compra de Bitcoin e Criptomoedas: 13%
  • Empreendedorismo e carreira: 8,70%
  • Apostas em jogos de azar: 8,70%
  • Migração ou mudança de cidade: 4,35%
  • Saúde física e espiritual: 2,17%
  • Advertências contra vícios: 2,17%

Observei que os conselhos que os leitores deram para eles mesmos podem ser divididos em 2 grandes grupos.

  1. Riqueza Rápida: Grupo dos leitores que repassaram as informações privilegiadas do futuro, recomendando a aposta em números premiados da loteria ou a compra de investimentos de risco que sofreriam grande valorização no período. O resultado seria o enriquecimento rápido desse jovem de 15 anos.
  2. Riqueza Lenta: Grupo dos leitores que recomendaram algo relacionado ao estudo, trabalho, empreendedorismo ou atitudes que trariam um enriquecimento interior. Esse desenvolvimento pessoal é que traria resultados financeiros no futuro.

Imaginemos que ambos os grupos seguem as recomendações do futuro e prosperam. Qual grupo você acha que corre mais risco de perder tudo?

Os jovens que enriqueceram abruptamente estão em maior risco, pois possuem muito dinheiro (poder) e poucas virtudes consolidadas para tomar decisões sábias. Para um jovem com caráter frágil e tendências a vícios, a fortuna rápida pode amplificar essas tendências, destruindo sua vida.

Se o jovem que enriqueceu rapidamente com apostas perdesse tudo, precisaria clamar por outra viagem no tempo para receber novas dicas de compra e números da loteria.

O grupo que recebeu dicas para se desenvolver viveria uma situação diferente. Seu enriquecimento seria gradual e mais sólido. Eles não dependeriam de um novo viajante do futuro para receber novas dicas. Se perdessem tudo, teriam se desenvolvido e poderiam conquistar tudo novamente.

Agora, considere que sempre somos esse jovem, pois estamos sempre aqui fazendo algo que só desfrutaremos no futuro.

O dinheiro que você economiza hoje ou um novo conhecimento financeiro que você adquire é uma grande ajuda para o seu “eu futuro”. Já as dívidas que você faz e o tempo que você desperdiça podem ser uma sabotagem contra você mesmo no futuro.

Muito falta a ser feito por seu “eu futuro” e o único lugar onde isso pode ser feito é agora.

Em vez de sabotar o futuro, o que podemos fazer hoje para ajudar o nosso eu do amanhã?

A sua “versão futura” depende do que você faz agora. Invista em si mesmo e construa o futuro que deseja.

Se a “sua versão do amanhã” pudesse conversar com você agora, o que ela te diria? Você seria elogiado ou repreendido? Reflita sobre essas questões e tome decisões que te levarão a um futuro melhor.

Receba um aviso por e-mail quando novos artigos como esse forem publicados. Inscreva-se gratuitamente:

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o Livro Como Proteger seu Patrimônio
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Conheça o Virtudes, Vícios e Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior
Livro Negro dos Im´óveis