Antes de investir é importante pesquisar os riscos que você irá assumir. Todo investimento é assim. Você leva os juros ou os ganhos mas para isto precisa aceitar o risco.  Vou falar sobre alguns riscos que envolvem a compra de um título prefixado.

Risco da venda antecipada:

Você só deve investir em título Tesouro Prefixado aquele dinheiro que você não pretende utilizar antes do vencimento do título. A rentabilidade fixa acordada quando você compra um título prefixado só vale se você ficar com ele até o vencimento.

Se você resolver vender o título antecipadamente, receberá o preço de mercado do título na data da venda. Esse preço sofre variações diárias em função da expectativa dos investidores sobre as taxas de juros e inflação futura. Uma expectativa de alta dos juros no futuro faz o preço do título cair como consequência de uma menor demanda por investimentos prefixados nessa situação. Já uma expectativa de juros menores no futuro faz o preço do título subir devido a uma maior demanda por esses títulos nessa situação. Veja esse simulador de taxas do Tesouro Prefixado para entender como mudanças nas taxas impactam o preço do título.

O melhor cenário seria a compra de títulos prefixados quando os juros atingiram patamares elevados antes do recuo, ou seja, antes do início de um ciclo de queda dos juros. Na impossibilidade de acertar o ponto exato, títulos prefixados podem ser comprados aos poucos.

Risco de calote:

O chamado “risco de crédito” existe quando o governo toma a decisão política de não pagar suas dívidas por acreditar que isto é vantajoso e por receber apoio da população para isto. Já falei sobre isto aqui.  Um calote é sempre uma decisão política desastrosa que resulta na quebra da confiança, na quebra do sistema financeiro e da economia do país. Todos os bancos, fundos de pensão, fundos de investimento, seguradoras, planos de saúde e outras instituições financeiras quebrariam diante de um calote já que todas possuem investimentos em títulos públicos. Toda a sociedade seria atingida por este tipo de calote, mesmo aquelas que não possuem investimentos. O calote da dívida interna de um país não é um evento comum, mas algumas ideologias pregam esse tipo de decisão. Cuidado ao apoiar políticos que defendem qualquer tipo de calote de dívida.

Risco da Inflação:

Quando você faz um investimento prefixado precisa considerar que sua rentabilidade é fixa, mas os efeitos danosos da inflação são variáveis e incertos. Se a inflação perder o controle, nos próximos anos, a decisão de investir no título prefixado agora, não terá sido uma boa ideia. Isto vale para qualquer investimento prefixado. Somente no futuro será possível saber se o investimento foi bom ou ruim, pois só no futuro saberemos qual será a inflação.

Risco dos Juros:

Se os juros estiverem em queda e você adquirir um investimento que tem juros fixos elevados, você terá feito um bom negócio.  Se você fizer um investimento com juros fixos baixos e os juros começarem a subir, você não terá feito um bom negócio. Os preços dos títulos prefixados depende das expectativas do mercado (investidores) sobre o futuro. Uma maior percepção de risco ou de incertezas sobre o futuro da inflação, juros e crescimento da economia, maior a probabilidade de alta dos juros.

Faça suas apostas:

Títulos prefixados, neste momento, são boas apostas somente se você acreditar em alguns pontos. Exemplo:

  1. Você acredita que a inflação irá cair até o vencimento do título?
  2. Você acredita que o ciclo de alta dos juros está próximo do final ou já terminou?
  3. Você acredita que as incertezas políticas e econômicas serão menores até o vencimento do título?
  4. Você acredita que o resultado das eleições que ocorrem antes do vencimento do título será positivo para a economia?
  5. Você acredita que não teremos problemas externos (guerras, pandemias e crises) que forcem o Banco Central a aumentar os juros?
  6. Você não se importa com nada disso e deseja aumentar patrimônio nominalmente até o vencimento do título?

Na impossibilidade de uma resposta segura para essas questões o melhor será montar uma carteira de títulos públicos contendo pós-fixados, prefixados e indexados ao IPCA que você vai comprando aos poucos a medida que as oportunidades surgem.

Observe que investindo agora em títulos públicos e privados prefixados é possível aumentar seu patrimônio em alguns anos (leia esse artigo aqui). O problema é que isto tem o custo que seria assumir o risco de um cenário de inflação descontrolada e juros ainda mais altos no futuro. Esta realidade pode acontecer como também pode ser que não aconteça.

É por isto que na dúvida os investidores tendem a diversificar seus investimentos através de uma carteira de investimentos.

Para estar sempre preparado(a) para qualquer cenário futuro, invista na sua educação financeira. Para dominar todos os conhecimentos que você precisa para investir em títulos públicos com máxima rentabilidade leia o Livro Como Investir em Títulos Públicos (clique aqui). Para aprender a simular e montar carteiras de investimentos conheça este livro aqui.

Receba atualizações semanais sobre novos artigos publicados: Inscreva seu e-mail aqui.

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior