Você abriu o extrato dos seus títulos públicos no site Tesouro Direto e teve a desagradável surpresa de que “perdeu dinheiro” investindo no Tesouro Selic? Veja uma das mensagens que recebi por e-mail de leitores do Clube dos Poupadores sobre esse assunto:

Minha aplicação em Tesouro Selic (já tem vários anos, no valor aproximado de xxxxxxxx), que rendia entre R$ 7 e R$ 9 reais por dia, no 11/09/20 rendeu só 3 reais, no dia 14 o rendimento foi negativo em -R$ 5 reais, no dia 15 foi negativo em -R$ 12 reais e ontem foi negativo em -R$ 32 reais. O que está acontecendo? Pois me parece que essa aplicação não tem marcação a mercado e deveria render a variação diária da Taxa Selic, que é sempre positiva. Grato pela atenção.

A questão levantada por esse leitor tem relação com outro tipo de dúvida que recebi de outro leitor:

Oi Leandro, tem uma dúvida martelando minha cabeça. Aprendi a investir em títulos públicos assistindo pequenos vídeos da Xxxxxxxx em uma rede social (uma influenciadora digital) e fiz os meus primeiros investimentos. Conheci o seu trabalho recentemente e vi que você tem um livro sobre como investir em títulos públicos com centenas de páginas e várias planilhas. Estou perdendo dinheiro no Tesouro Direto e estou desconfiado de que os vídeos da Xxxxxxxx não dizem tudo que eu deveria saber.

Para todas as dúvidas que temos sobre investimentos sempre existe uma resposta curta e uma resposta longa.

Os longos artigos que escrevo aqui no Clube são respostas curtas, embora sejam longas se você comparar com o conteúdo que as pessoas propagam nas redes sociais. Já os meus livros são respostas longas. Eles exigem um pouco mais de dedicação para conhecer os detalhes.

Para aprender a investir você precisa do conhecimento completo através de respostas longas. As redes sociais não oferecem o espaço e o formato apropriado para ensinar algo com profundidade.

Vamos para a questão do Tesouro Selic e sua rentabilidade negativa. Vou apresentar a ideia de forma prática para facilitar o entendimento.

Se você visitar o site do Tesouro Direto que apresenta o preço de cada título (veja aqui) verá que existe uma coluna na tabela chamada “Rentabilidade Anual”. Observe a foto que fiz:

Veja que no exemplo acima temos a informação de que o Tesouro promete pagar a Taxa Selic mais uma taxa de 0,079% ao ano se você aceitar emprestar o seu dinheiro para o governo até o vencimento em 01/03/2025. Normalmente os influenciadores só falam sobre a Taxa Selic, pois essa taxa adicional exige uma explicação mais complexa e longa. O problema é que entender o funcionamento dessa taxa adicional faz toda a diferença. Vou tentar explicar da forma mais simples possível.

Essa taxa de 0,0827% que aparece na tabela só vale se você ficar com este Tesouro Selic até a data de vencimento. Caso queira vender o título antecipadamente será necessário aceitar outra taxa. Essa outra taxa que é aplicada na venda antecipada sofre variações constantes. Aquele valor que você observa lá no extrato do Tesouro Direto se refere ao que você receberá se vender o título antecipadamente, ou seja, não tem relação com o que o título vai realmente render se você ficar com ele até o vencimento.

Já quando você compra um título privado como CDB, LCI ou LCA, o extrato apresenta a trajetória do preço do investimento até o vencimento.  O extrato não fala sobre quanto aquele título privado valerá se você quiser se desfazer dele neste exato momento. A maioria dos CDBs, LCIs e LCAs não possuem liquidez diária com os títulos públicos.

Observe que na página de preços e taxas do Tesouro (veja aqui) existe uma “aba” no topo chamada “Resgatar” ao lado de “Investir”. Se você acessar essa aba “Resgatar” verá as taxas para venda antecipada do Tesouro Selic 2025. Você vai perceber que ela é diferente. Quando fiz esse artigo a taxa era a da figura abaixo. Quando você acessar ao ler o artigo provavelmente será outra.

Aqui existe um ponto que você precisa entender. Quando o Tesouro promete esses 0,0827% adicionais ao ano ele entrega essa “remuneração adicional” vendendo o título para você com um desconto, ou seja, você pagará um pouco menos pelo título Tesouro Selic de tal forma que até 01/03/2025 você receba a Taxa Selic mais um ganho equivalente a 0,0827% ao ano.

Já se você vendesse antecipadamente no dia que acessei a página, o desconto seria equivalente a 0,0927%. Como essa taxa do resgate pode mudar, o preço do título para resgate antecipado pode mudar e as vezes será uma mudança para baixo.

Perceba que essa taxa adicional é recebida na forma de desconto, quanto mais essa taxa subir, menor ficará o preço do Tesouro Selic pois maior será o desconto. É por esse motivo que chamamos essa taxa adicional do Tesouro Selic de deságio (quando é positiva) e de ágio (quando é negativa). Sendo assim, ao comprar o Tesouro Selic você receberá a variação da Selic mais uma taxa de ágio ou deságio. Perceba na imagem acima que quanto mais próximo o título está do vencimento (veja o Tesouro Selic 2021 e o 2025) menor será a taxa adicional e menor será o desconto. Se você observar essa taxa de resgate do Tesouro Selic 2025 no futuro, até o ano de 2025, verá que ela tenderá a cair naturalmente até 0% quando estiver próxima do vencimento.

Na prática, embora o Tesouro Selic seja classificado como um título pós-fixado, ele tem grande parte do rendimento pós-fixado e uma pequena parte do rendimento prefixada, o seja, “SELIC + taxa prefixada”, como você pode ver na figura acima.

Quando o Tesouro Selic pagava taxas elevadas de 14% ao ano, na última alta dos juros em 2015, essa pequena taxa adicional produzia um impacto muito pequeno e difícil de perceber. Quando estamos com taxas de menos de 2% ao ano ou 1,90% ao ano (pois a Taxa Selic Dia é um pouco menor que a Meta da Taxa Selic), essa taxa adicional produz efeitos mais perceptíveis e desagradáveis.

Dessa forma, entenda que é possível observar uma queda no preço do seu Tesouro Selic ao consultar o seu extrato no Tesouro Direto sempre que o governo (através do Tesouro) resolver aumentar essa taxa ou esse deságio.

Vale destacar que com o passar dos dias e dos meses, teoricamente, o preço do título para venda antecipada tende a se recuperar já que se nenhuma mudança ocorrer novamente o preço do Tesouro Selic tende a subir dia após dia. Então é importante entender que essa pequena taxa adicional que aparece nas tabelas do Tesouro Direto possui o poder de interferir no preço de venda antecipada do seu título. Essa interferência será negativa se a taxa subir e será positiva se essa taxa cair.

Aqui no Clube dos Poupadores existe uma página que criei para gerar gráficos do preço de venda antecipada dos títulos públicos, veja aqui. Você pode visitar o gráfico do Tesouro Selic 2025 clicando aqui. Esse gráfico é gerado com base nos dados que o Tesouro Direto fornece através de planilhas que aparecem no final dessa página aqui.  Crítica: as vezes o funcionário do Tesouro esquece de atualizar a planilha e quando isso ocorre o gráfico pode ficar com alguns dias de atraso.

Veja o estudo que fiz para mostrar a relação que existe entre mudanças na taxa de ágio/deságio e alterações no preço de venda antecipada do título. Clicando na imagem você poderá ver uma versão maior.

A linha azul representa o preço do Tesouro Selic 2025 que aparece no seu extrato. Ele é o preço para venda antecipada do título. Em 2019, quando a taxa caiu de 0,06% para 0,03% é possível observar no gráfico um pequeno aumento no preço do título que foi de algo próximo de R$ 20 adicionais por título. Veja que a queda da taxa adicional melhora a remuneração do título no curto prazo. Talvez você consiga ver uma linha azul bem leve que se movimenta perto do preço no gráfico acima. Essa linha é uma Linha de  Tendência Polinomial que adicionei no gráfico. Ela permite perceber que o preço saiu da sua “trajetória”.

Observe que em 2020 ocorreram diversas mudanças nessa taxa adicional de remuneração do Tesouro Selic. Isso é comum quando enfrentamos uma crise. Passamos de 0,03% para 0,04% e recentemente ocorreu uma alta para 0,08% gerando um impacto mais perceptível no preço de venda antecipada do Tesouro Selic. Essas perdas de alguns reais logo se recuperam já que o preço do título tende a subir diariamente.

No site do Tesouro Direto também é possível gerar gráficos para observar as quedas no preço do título (veja aqui). O gráfico abaixo é do Tesouro Selic 2025, período de 1 ano, com parâmetro “Preço” ativado. Destaquei os pontos em que a taxa adicional subiu (deságio) e o que aconteceu com o preço de venda antecipada do título.

Então é importante entender que além de manipular a Taxa Selic, através das reuniões do COPOM do Banco Central que ocorrem a cada 45 dias, o governo pode alterar essa taxa adicional gerando um deságio ou um ágil no preço do título.

O aumento da taxa adicional, que representa um desconto no preço do título, é uma forma de tornar o título ligeiramente mais atrativo para novos investimentos de quem realmente pretende ficar com esse título até o vencimento.

Por outro lado ela acaba penalizando quem pensa em investir no Tesouro Selic para saques antecipados, pois essas variações são imprevisíveis. Quem usa o Tesouro Selic como reserva de emergência deve entender que existe esse risco de ocorrerem quedas, mesmo que pequenas, no preço do título em alguns momentos do ano que pode ser exatamente no momento que você precisará do dinheiro.

Agora no dia 20/09/2020, falta pouco para o mês terminar e a rentabilidade acumulada (divulgada aqui) está negativa para o Tesouro Selic 2025. A situação dos prefixados e indexados pela inflação é pior ainda. Certamente isso será motivo de grande susto no final do mês para investidores que não entendem que isso se refere a venda antecipada do título e não para o que realmente vão receber se esperarem o vencimento. Quando as pessoas não entendem o investimento e se assustam, tomam decisões impulsivas.

A conclusão que chegamos é que precisamos aprender todos os detalhes sobre os investimentos, mesmo os de renda fixa que achamos que são simples quando assistimos conteúdos rápidos nas redes sociais.

Precisamos investir em respostas longas e detalhadas como as oferecidas por artigos escritos como este ou por livros completos que aprofundam o tema.

Se você investe em títulos públicos sem entender como os títulos funcionam eu recomendo fortemente que você amplie os seus conhecimentos sobre os detalhes relacionados aos títulos. É muito importante entender como os investimentos funcionam.

Eu tenho um livro chamado Como Investir em Títulos Públicos com mais de 300 páginas que apresentam os títulos de forma detalhada com gráficos, simuladores e diversas ferramentas. No livro você encontrará muito conteúdo sobre cada título além de simuladores e planilhas.

Se você já tem o livro Como Investir em Títulos Públicos releia o capítulo sobre “Ágio e Deságio” e o capítulo “Tesouro Selic Rentabilidade Negativa“. No livro eu apresento cálculos práticos com relação ao ágio e deságio. Você ainda poderá estudar o arquivo “Matematica_TesouroSelic.pdf”, que está junto com as planilhas, caso queira se aprofundar nos cálculos que envolvem a precificação do Tesouro Selic e outros títulos.

Os bancos oferecem alguns investimentos com rentabilidade mais estável que o Tesouro Selic por não existir os efeitos do ágio e deságio. Eles são isentos de taxa administrativa e alguns são isentos de imposto de renda. Para aprender a investir em títulos emitidos por bancos leia o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA.

Livro recomendado: Como investir em títulos públicos. Conheça todos os nossos livros sobre investimentos visitando aqui.

Inscreva-se para receber nossos artigos por e-mail gratuitamente.