Se você é pai ou mãe e acredita que tem a obrigação de fazer o seu filho feliz a qualquer custo, leia esse artigo com urgência e atenção.

A pior coisa que pode ocorrer na vida de um adulto é a incapacidade de lidar com frustrações. Essa capacidade se desenvolve na infância, se os pais permitirem.

Um adulto que vive frustrado por não aceitar a realidade como ela é, e as pessoas como elas são, acaba desenvolvendo uma série de problemas psicológicos ou se envolvem com hábitos que promovem algum tipo de fuga como o consumismo e diversos tipos de vícios.

Tentar fazer o seu filho feliz, evitando todas as situações em que ele terá contato com a realidade, é o mesmo que impedir o crescimento da criança. Equivale a formar homens e mulheres fracos diante da vida. É uma forma de produzir filhos deficientes de tudo que é necessário para o sucesso na vida pessoal, profissional e financeira.

Se o seu filho não aprender as relações que existem entre causa e efeito (consequências boas e ruins dos seus próprios atos), se o seu filho não for estimulado a planejar o que deve ser feito para evitar as próprias frustrações (de forma autônoma), não será possível desenvolver nessa criança a força mais poderosa que existe que é a força de vontade.

Os pais devem permitir que os filhos aprendam a esperar. Devem permitir situações em que ele será obrigado a criar soluções para os próprios problemas. Seu filho precisa ser motivado a negociar soluções, ceder e se frustrar com a realidade imposta pelo mundo.

Ter um filho bem-educado, que respeita pai, mãe e os limites, não têm relação com a renda, patrimônio ou status social da família.

Muitas vezes uma família bem-sucedida financeiramente investe bastante dinheiro no desenvolvimento intelectual da criança e esquece de desenvolver valores morais e a capacidade de lidar com as frustações e sofrimentos.

Não é raro encontrar homens e mulheres bem-sucedidos de origem humilde, mas que receberam boa educação dos seus pais.

Clique no quadro abaixo e assista ao clássico vídeo de um especialista para entender melhor o problema. Depois compartilhe esse artigo com os seus amigos e familiares.

Estou escrevendo uma série de artigos sobre metas que devemos seguir para atingir a independência financeira. Uma dessas metas se relaciona ao controle do poder da vontade. Alguns leitores me pediram para produzir um conteúdo falando sobre a influência dos pais no desenvolvimento dessa forma. Aqui está um conteúdo complementar que aborda o tema.

Receba atualizações semanais sobre novos artigos publicados: Inscreva seu e-mail aqui.

Apoie o Clube dos Poupadores investindo na sua educação financeira. Clique sobre os livros para conhecer e adquirir:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior