Você vai aprender nesta série de artigos: Como investir em títulos públicos oferecidos pelo Tesouro Direto.

Alguns títulos públicos podem render mais do que a Poupança, Fundos de Investimentos DI e títulos de renda fixa oferecidos por grandes bancos. É um investimento seguro por ser garantido pelo Governo Federal através Tesouro Nacional.

Pela internet, qualquer pessoa pode ganhar dinheiro comprando e vendendo títulos públicos federais.

Com algumas poucas dezenas de reais já é possível comprar frações de títulos públicos. Estes “papéis” são exatamente os mesmos que os bancos compram, com o seu dinheiro, quando você aplica em fundos de renda fixa e DI. São os mesmos papéis que os fundos de previdência privada compram para fazer o dinheiro da sua aposentadoria render.

Para fazer este trabalho por você os fundos e os planos de previdência cobram taxas administrativas que costumam ser elevadas.

Estas taxas são uma fonte de receita dos bancos. É por esse motivo que eles sempre preferem oferecer os fundos.

O Governo Federal vende títulos porque precisa de dinheiro para investir em infraestrutura, saúde, educação além de cobrir o rombo da sua ineficiência. Os impostos que pagamos não são suficientes e para fechar as contas o governo precisa se endividar (veja o gráfico da dívida pública).

Pelo Tesouro Direto qualquer pessoa pode emprestar seu dinheiro para o Governo comprando títulos. Na data de vencimento, o título será recomprado pelo Tesouro Direto e você receberá mais do que pagou. Esse valor adicional são os juros. Você também pode antecipar a venda do seu título, algumas vezes esta antecipação é vantajosa, outras não.

 

Como você pode ver no gráfico acima (fonte), grande parte da dívida pública, emitida através de títulos públicos, estão com fundos de investimento, fundos de previdência, instituições financeiras, investidores estrangeiros e seguradoras. Dentro de “outros” temos os investidores (pessoas físicas) que compram títulos públicos através do Tesouro Direto.

Vantagens dos títulos públicos

  • Baixo risco. Por ser uma aplicação que é garantida pelo Governo Federal, é considerada de baixo risco.
  • Baixo custo. Comparadas com outras opções de investimento em renda fixa (como fundos), em geral as aplicações no Tesouro Direto possui menor custo com taxas administrativas.
  • Previsibilidade. Permite que o investidor programe os resgates em função das suas necessidades futuras.
  • Liquidez. Se for preciso, você pode resgatar sua aplicação antes do vencimento: o Tesouro garante a recompra dos títulos todos os dias úteis, mas logo você verá que nem sempre isso é vantajoso.
  • Diversificação. Como existem vários tipos de títulos, o Tesouro Direto permite que o investidor diversifique suas aplicações, com base em cenários de alta ou baixa de juros e variação da inflação. Sempre existe um título vantajoso para cada situação econômica que o país atravessa.
  • Acessível. Com poucos reais é possível iniciar uma aplicação.
  • Comodidade. O investidor aplica, acompanha e resgata os recursos pela Internet e ainda pode programar as compras.
  • Vantagem tributária. O Imposto de Renda (IR) só é cobrado no momento de saída do investimento, ou no recebimento das parcelas semestrais, depende do tipo do título. Nos fundos de investimentos de renda fixa, por outro lado, o imposto é recolhido semestralmente, pelo mecanismo conhecido como “come-cotas”. Como a parcela do IR permanece na carteira do investidor do Tesouro Direto até o resgate, continua a render juros que serão seus.

Aprenda a investir em cada título:

  1. Tabela de Rentabilidade dos Títulos Públicos (Atualizada diariamente)
  2. Tipos de títulos públicos do Tesouro Direto
  3. Como investir em Tesouro Prefixado (LTN)
  4. Como investir em Tesouro Selic (LFT)
  5. Como investir em Tesouro IPCA+ NTN-B e NTN-B Principal
  6. Livro sobre Como Investir em Títulos Públicos

Ferramentas para Investidores

Simuladores de Títulos Públicos

 

Livro recomendado: Como investir em títulos públicos. Conheça todos os nossos livros sobre investimentos visitando aqui.

Inscreva-se para receber nossos artigos por e-mail gratuitamente.