Um momento aguardado por muitos investidores lá fora é a publicação da carta anual do investidor bilionário americano Warren Buffett. Ele começou investindo em ações quando ainda era jovem e fez fortuna tentando identificar empresas com vantagens competitivas por meio dos seus resultados financeiros. Suas estratégias são conhecidas por muitos e estão disponíveis em livros.

Suas cartas costumam ter alguns ensinamentos interessantes. A última carta foi divulgada neste sábado, 27 de fevereiro de 2021 e vou destacar alguns desses ensinamentos neste artigo.

Buffett permite que qualquer pessoa seja seu sócio (incluindo brasileiros), através do investimento nas ações da sua holding, chamada Berkshire Hathaway. Suas ações são negociadas nas bolsas americanas através do código BRK.B e na bolsa brasileira através do BDR (BERK34).

O negócio da empresa de Buffett é comprar ações de boas empresas com foco no longo prazo. Comprar ações da Berkshire Hathaway equivale a se tornar sócio de Buffett nestas outras empresas e nos resultados que ele possui. Seria como se você estivesse comprando um fundo de investimento, mas no lugar de comprar cotas do fundo você compraria suas ações.

Aqui está uma lista das principais ações que Buffett possui através da Berkshire Hathaway. Na tabela você tem a quantidade de ações, o percentual que isso representa na empresa, custo que tiveram e o valor de mercado.

Nesta lista existem empresas conhecidas pelos brasileiros como American Express, Apple, Coca-cola, GM (General Motors) etc. A carteira é diversificada, pois temos nesta lista alguns bancos, empresas de tecnologia, empresas de alimentos, empresa de telecomunicação, empresa de petróleo etc.

A carta em inglês pode ser lida aqui. Fiz uma versão traduzida automaticamente que você pode ler aqui. A carta está nas primeiras 17 páginas do documento que tem mais de 140 páginas.

Vou destacar aqui alguns pontos interessantes do início da carta:

Cometendo erros por excesso de otimismo

Na página 6, Buffett assume ter cometido um erro em 2016 quando pagou caro por ações da empresa Precision Castparts, que produz equipamentos para a indústria aeroespacial, como os utilizados na construção de aviões.

Ele diz: “Ninguém me enganou… de forma alguma – eu estava muito otimista sobre o potencial de lucro…  paguei muito pela empresa. A Precision Castparts está longe de ser o meu primeiro erro desse tipo”.

Este é um erro comum entre todos que compram ações com foco no longo prazo. É impossível saber se uma empresa terá bons lucros no futuro. O que temos são números sobre o desempenho da empresa no passado e no presente e através destes números podemos alimentar uma expectativa positiva (otimista) ou negativa (pessimista) sobre os preços das ações no futuro. Quando investimos no longo prazo também estamos especulando. O problema é que no investimento de longo prazo pode demorar muito para você descobrir que errou. Mesmo assim é importante admitir em algum momento que você errou.

Por este motivo é inteligente que você separe seus investimentos em ações de várias empresas, já considerando que você provavelmente errou em algumas delas e isso faz parte do jogo.

Fabricando ações supervalorizadas

Buffett faz uma crítica contra os conglomerados, que são empresas (holdings como a que ele tem) que compram outras empresas e que encontraram uma foram de “fabricar” ações supervalorizadas. Para isso eles divulgam no mercado que estão pagando muito caro pelo que estão comprando. Ele apresenta um exemplo didático e curioso sobre o que essas empresas fazem para supervalorizar o que estão comprando:

“Eu vou pagar para você US$ 10.000 pelo seu cachorro, dando para você dois dos meus gatos de $ 5.000. ”

Veja como seria vantajoso se você estivesse vendendo um cachorro (que não tem nada de especial) e todos ficassem sabendo na imprensa que alguém aceitou pagar US$ 10.000,00 por ele, sendo que o seu pagamento foram dois gatos nada especiais, mas que você diz valer US$ 5.000,00 cada. Veja que nenhum dinheiro foi envolvido nessa operação de compra e venda de cães e gatos, mas toda essa narrativa ajudará as duas partes a ganhar dinheiro. É claro que o cachorro e os gatos não valem isso, mas agora que o negócio foi feito e divulgado, certamente eles estão valendo muito mais. Essa “estratégia” é muito utilizada no mercado de ações. Buffett diz:

Frequentemente, as ferramentas para a supervalorização das ações de um conglomerado envolvem técnicas promocionais e manobras contábeis “imaginativas” que são, na melhor das hipóteses, enganosas e que às vezes cruzam os limites para a fraude. Quando esses truques são “bem-sucedidos”, o conglomerado valoriza suas próprias ações para, digamos, 3x o seu valor comercial…”

Ele ainda critica a imprensa que dá espaço para quem promove essas estratégias:

Investimentos nessas ilusões podem durar muito tempo. A Bolsa adora as taxas que essas ações geram, e a imprensa adora as histórias coloridos que esses investimentos fornecem. Em algum momento o preço da ação promovida sobe e isso se torna a “prova” de que uma ilusão é realidade.

Aqui no Brasil isso também acontece. Temos gestores de fundos que frequentemente aparecem na imprensa promovendo as ações que possuem na carteira. As vezes essas pessoas promoverem empresas com péssimos fundamentos tendo como base um excesso de otimismo sobre os negócios. Temos empresas que divulgam notícias sobre possíveis fusões, parcerias e outros eventos que podem ser comparados com a história do cachorro e dos gatos. É sempre bom ter cuidado quando percebemos um grande esforço na imprensa para promover uma determinada ação.

Ele diz:

A história está repleta de nomes de conglomeradores famosos que foram inicialmente celebrados como gênios de negócios por jornalistas, analistas e bancos de investimento, mas cujas criações acabaram como ferros-velhos de negócios.

É importante que os pequenos investidores sejam céticos com relação ao otimismo exagerado que não tenha base em resultados, pois esse otimismo pode durar muito. A não ser que se invista nessas ilusões tendo plena consciência de que se trata de uma operação especulativa de curto prazo (pode durar alguns meses ou poucos anos). Só existe problema quando perdemos a noção do que é uma compra especulativa de prazo curto e um investimento para prazo longo.

Ser sócio sem ter controle é mais lucrativo

Buffett diz que se convenceu de que possuir uma parte de um grande negócio, sem assumir o seu controle total, é maravilhoso, pois é mais lucrativo, mais agradável e muito menos trabalhoso do que ser dono de 100% da empresa. É por isso que a empresa Berkshire Hathaway tem ações de várias empresas sem ter o controle delas, embora a maior parte do valor da empresa esteja em três controladas, como sua empresa no setor de seguros.

“… simplesmente empregaremos capital em tudo o que acreditamos fazer mais sentido, com base em uma empresa com pontos fortes competitivos duráveis, capacidades e caráter de sua gestão e preço. Essa estratégia exigi pouco ou nenhum esforço de nossa parte”.

A vantagem de se investir em ações de grandes empresas é justamente ter a oportunidade de participar do sucesso e dos lucros de empresas grandes sem ser obrigado a trabalhar para essas empresas.

Devemos entender da seguinte forma: quando somos empregados de uma empresa também podemos nos enxergar como sócios, mas neste caso você precisa investir o seu tempo e esforço (vida) todos os dias em troca de uma renda fixa que chamamos de salário. Quando você compra ações de uma empresa, você só precisa investir dinheiro e ter paciência para aguardar os resultados. O seu tempo e a sua vida serão seus. O esforço de quem controla a empresa também é enorme.

O trabalho exigido do investidor será o de leitura dos resultados das empresas onde investiu ou pretende investir. Não é um trabalho tão difícil ou muito diferente do que você fazia na escola sem ser remunerado (estudar).

Basicamente o que precisamos fazer é estudar as empresas onde queremos investir e continuar estudando quando investimos para que possamos saber se ainda estamos certos ou se é melhor partir para outras oportunidades.

Se você quiser aprender mais sobre investimentos e educação financeira acompanhe os artigos que escrevo semanalmente aqui no Clube dos Poupadores. Eu aviso todos os leitores inscritos quando existem novidades. Para se tornar um leitor inscrito gratuitamente basta preencher o formulário e depois confirmar sua inscrição através do e-mail que enviarei para você.

Informe o seu e-mail:

Aprenda a investir:

Livros que escrevi para ajudar você a melhorar os seus resultados financeiros:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior