A economia se movimenta em ciclos de expansão e retração e entre as crises determinados setores com ações listadas na bolsa se beneficiam. Neste artigo quero mostrar para você quais são os principais setores das bolsas americanas, como eles se comportam nos ciclos e como investir em um desses setores de uma forma simples, rápida e barata.

Como você já deve saber o principal mercado de ações do mundo está nos EUA onde encontramos as duas maiores bolsas que são a Bolsa de Nova Iorque (NYSE) e a NASDAQ. Com o avanço da tecnologia, internet e aplicativos, nunca foi tão fácil, rápido e barato para o investidor brasileiro abrir uma conta em corretoras no exterior para começar a investir, assim como todos os pequenos investidores do mundo já fazem.

Através de uma corretora nos EUA você pode acessar o mercado americano e o mercado global, já que o mercado financeiro dos EUA funciona como uma espécie de HUB ou como uma “porta de entrada” para todas as bolsas de valores do mundo, principalmente através de milhares de ETFs. Veja mais sobre ETFs de países.

O principal índice que mede o desempenho das bolsas americanas é o S&P 500  (Standard and Poor’s 500) que equivale ao Índice Bovespa, mas que representa o desempenho de mais de 500 ações de empresas large caps, ou seja, empresas de grande valor de mercado que valem mais de US$ 5 bilhões.

Fazem parte do S&P 500 empresas de todos os setores da economia americana, sendo que muitas dessas empresas são multinacionais, líderes globais que produzem e vendem seus produtos em praticamente todos os países do mundo. Dessa forma, investir em empresas de determinados setores na bolsa americana muitas vezes equivale a investir nas líderes mundiais de um determinado setor da economia.

Aqui no Clube dos Poupadores você tem uma página com ETFs que representam todos os principais setores da bolsa americana. Quando você compra um ETF de um setor você está investindo em uma carteira com dezenas ou até centenas de ações de empresas que atuam naquele setor.

Vou apresentar agora os principais setor da economia que encontramos nas bolsas americanas e globais. Também vou apresentar um exemplo de algum grande ETF que investe nas empresas desse setor.

Setor de Consumo Discricionário ou Cíclico (Consumer Discretionary or Cyclical)

Neste setor encontramos ações de grandes varejistas da internet como a Amazon e o eBay, fabricantes de roupas e calçados como a Nike, restaurantes (fast-food) como o McDonald’s, serviços de viagem como o Booking, fabricantes de automóveis como a General Motors, empresas do setor de turismo e lazer além de muitas outras. Também podemos chamar este setor de consumo cíclico (consumer cyclical) , pois representa bens e serviços não essenciais que dependem de um ciclo de crescimento da economia para prosperar. O consumo nos EUA é responsável por 60% a 70% do PIB. Quando a economia está em crescimento as pessoas tendem a comprar mais produtos e serviços de empresas que fazem parte deste setor. Os investidores preferem destinar uma maior parte dos seus investimentos para empresas deste setor quando a economia está iniciando sua fase de expansão, principalmente quando se recupera de uma crise econômica e recebe incentivos do governo para que as pessaos voltem a consumir. Este setor é um dos primeiros a perder o valor de suas ações no fim do ciclo de crescimento da economia, quando a expansão entra em exaustão e temos uma fase de estagnação ou crise. Veja empresas que fazem parte deste setor visitando aqui. No Brasil as empresas deste setor são essas aqui. Um dos principais ETFs que investem nas ações de empresas do setor de “consumo discricionário” é o XLY.

Setor de Consumo do Cotidiano, Defensivo ou não-cíclico (Consumer Staples or Defensive)

Neste setor encontramos ações de empresas que produzem e vendem produtos e serviços essenciais com demanda que não sofre grande impacto nas crises econômicas quando comparamos com as empresas do setor de consumo cíclico. Como exemplos temos as empresas que produzem alimento, remédios, bebidas, tabaco e empresas que vendem esses produtos como os supermercados. As ações desse setor geralmente perdem valor ou não se valorizam tanto no início das expansões econômicas, ou seja, quando a economia está sendo estimulada e cresce após uma crise. Isso ocorre por esse setor ser considerado “defensivo” e de menor risco. Quando a economia volta a crescer os investidores vendem suas ações mais defensivas e partem para oportunidades no consumo cíclico ou outros setores que são beneficiados com a expansão. As ações deste setor são mais demandadas em momentos de exaustão do ciclo de crescimento da economia ou no início de um ciclo recessivo. Você certamente conhece as maiores empresas deste setor que são: Walmart, P&G, Coca-Cola, Pepsico e outras que você pode ver aqui. Um dos principais ETFs que investem em ações deste setor é o XLP.

Setor de Energia (Energy)

No setor de energia encontramos muitas empresas das indústrias de petróleo, gás, carvão e outros combustíveis. Podem ser empresas especializadas na exploração, produção, refino, transporte ou que produz e vende equipamentos para esse setor. Quando temos uma crise econômica esse setor acaba sendo prejudicado. As ações do setor de energia costumam se valorizar quando a economia vai se aquecendo e as grandes atividades industriais e de consumo demandam cada vez mais produtos deste setor. As empresas com maior valor de mercado deste setor são a Exxom e Chevrom. Veja todas as empresas aqui. O principal ETF que investe em uma carteira com as principais ações do setor é o XLE.

Setor Financeiro (Financials)
Neste setor encontramos os bancos, seguradoras, cartões de crédito, corretoras, gestoras de investimentos e empresas que oferecem todo tipo de serviço financeiro. Seu desempenho depende dos ciclos da economia e política de juros do governo. A história mostra que as instituições financeiras sabem ganhar dinheiro em qualquer momento do ciclo, mas se beneficiam na fase de crescimento econômico. Um dos principais ETFs do setor financeiro é o XLF. As maiores instituições financeiras do mundo estão nos EUA e fazem parte do S&P 500. Uma dessas empresas é a Berkshire Hathaway de Warren Buffett, um dos homens mais ricos do mundo. Veja empresas que fazem parte do setor financeiro aqui

Setor de Saúde (Health Care)

No setor de saúde temos empresas que produzem medicamentos, equipamentos e tecnologias na área de saúde, redes de hospitais, planos de saúde etc. É um setor que cresce com a demanda gerada pelo envelhecimento da população e o surgimento de novas tecnologias que tratam e curam doenças. As pessoas continuam consumindo remédios, produtos e serviços médicos em qualquer fase do ciclo econômico. O setor costuma ser atingido por regulações, leis e interferências políticas. Um dos principais ETFs do setor de saúde é o XLV. Existem grandes marcas conhecidas no Brasil e no resto do mundo como Johnson & Johnson e Pfizer.  Veja as principais empresas aqui.

Setor Industrial (Industrials)

Muitas indústrias se destacam como a do setor aéreo, defesa, transporte, construção, equipamentos, infraestrutura etc. O setor industrial costuma ser estimulado no ciclo de expansão da economia e sofrem quando a mesma entra em crise, assim como acontece com o setor de consumo cíclico (discricionário). O setor sofre o impacto do preço (inflação) das matérias-primas (commodities). Um dos principais ETFs que investe em indústrias é o XLI. Veja as principais indústrias visitando aqui.

Setor de Tecnologia (Technology)

É um dos setores mais importantes da economia americana e o que mais cresceu nas últimas décadas. Existem empresas de comunicação, eletrônicos, softwares, serviços etc. O setor foi impulsionado na crise de 2020 quando as pessoas passaram a trabalhar em casa e as empresas realizaram grandes investimentos no comércio eletrônico e nas suas operações online. As empresas deste setor são responsáveis pelo crescimento da produtividade de vários setores das economias em todo o mundo. Existem muitos ETFs especializados em cada segmento do setor de tecnologia. Um dos principais ETFs é o XLK. Veja as principais empresas visitando aqui. Entre as maiores em valor de mercado temos a Apple, Microsoft, Nvidia, Adobe, Intel etc.

Setor de Materiais Básicos (Basic Materials)

Neste setor encontramos empresas que extraem, produzem e vendem commodities como as mineradoras, empresas que produzem químicos, materiais para construção, madeira, papel e outros utilizados pelas indústrias. O setor se beneficia quando a economia está aquecida e existe uma grande demanda por materiais básicos para a construção e atividade das indústrias. É um setor que sofre no decorrer das crises econômicas. Um dos principais ETFs que investem nos materiais básicos é o XLB. Veja as principais empresas do setor.

Setor Imobiliário (Real Estate) 

Neste setor encontramos os REITs (Real Estate Investment Trust) que são parecidos com os Fundos Imobiliários que temos no Brasil. Existem muitos tipos de REITs como: os que investem e exploram imóveis que geram renda. REITs que investem na construção e venda de imóveis. REITs que operam na área de crédito imobiliário. REITs especializados como os de hospitais, hotéis, antenas de celular e até de presídios. Os investidores demandam os REITs na busca por dividendos. É um setor que sofre o impacto das taxas de juros e são beneficiados quando os juros estão baixos e a economia está crescendo. Existem vários ETFs de REITs. Como exemplos temos o XLRE e o VNQ. Veja os principais REITs que fazem parte do S&P500 visitando aqui

Setor de Comunicações (Communication) 

Fazem parte deste setor empresas de internet como Google, Facebook, Twitter, empresas de telefonia como a AT&T e de conteúdo de entretenimento como Netflix e Disney. O setor de comunicação se divide em muitas indústrias como de conteúdo de internet, telecom, entretenimento, games, canais de TV etc. O setor de comunicações é considerado defensivo, ou seja, as crises não reduzem a demanda das pessoas por serviços de comunicação e internet. A crise de 2020 mostrou que é um setor que se beneficia nas crises, especialmente quando as pessoas são obrigadas a ficarem em casa. Existem ETFs específicos para indústria dentro desse setor. Um ETF que agrega empresas de forma ampla é o XLC onde metade do ETF se concentra em empresas de internet. Veja as principais empresas.

Setor de Utilidades Públicas (Utilities) 

Também é um setor defensivo já que todos precisam de água, saneamento básico, gás e energia elétrica, mesmo durante as crises. Os investidores buscam esses setores nas recessões. Na fase de crescimento econômico os investidores tendem a buscar setores cíclicos, de maior risco e crescimento. Encontramos muitas empresas nesse setor que pagam dividendos consistentes. Um dos principais ETFs que investem em empresas de utilidades públicas é o XLU. Para conhecer empresas do setor visite aqui.

Aprenda a investir me ETFs setoriais:

Através do meu livro sobre como investir no exterior você aprenderá tudo que precisa para abrir uma conta em corretora no exterior e começar a investir. O livro ensina a investir em ações, ETFs e REITs de vários setores da economia.

Rotação setorial:

A economia se movimenta em ciclos que passam por fases de crescimento e de recessão. O mercado financeiro também se movimenta em ciclos, mas geralmente antecipa esses ciclos. Os investidores compram ações de setores onde temos empresas que irão se beneficiar no próximo movimento cíclico da economia. Para entender melhor o gráfico leia esse artigo e veja exemplos.

ETFs setoriais na crise 2020

Neste gráfico temos o comportamento de todos os ETFs setoriais que apresentei nos exemplos deste artigo durante a crise de 2020. O gráfico foi gerado através de uma das diversas ferramentas que ensino a utilizar no meu livro sobre como investir no exterior. Para ampliar o gráfico basta clicar.

Preços e Gráficos de ETFs setoriais:

Aqui no Clube dos Poupadores temos os preços atualizados dos ETFs que representam esses principais setores e que foram utilizados nos exemplos didáticos deste artigo, veja aqui. É possível abrir um gráfico de estudo de preços para esses ETFs utilizando outra ferramenta online. Para isso basta clicar no nome/código dos ETFs que aparece na lista da página.

Receba um aviso por e-mail sempre que novos artigos forem publicados aqui Clube dos Poupadores. Inscreva seu e-mail aqui.

Livros do Clube dos Poupadores

Aprenda a investir o seu próprio dinheiro e nunca mais dependa das recomendações, opiniões e influências de terceiros. Torne-se um investidor (investidora) livre, consciente e independente. Adquira e baixe os livros agora mesmo:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior