Este vídeo mostra o desempenho das ações de empresas de diversos setores da economia que estão listadas no S&P500 durante o ano de 2020. Nós, brasileiros, podemos investir no S&P500 através de ETFs listados na bolsa brasileira como o IVVB11 e o SPXI11. Se você tem conta em alguma corretora nos EUA pode investir através de ETFs como o SPY ou o IVV que são os dois maiores ETFs do mundo. O S&P500 é o principal índice de ações das bolsas americanas, equivalente ao nosso Índice Bovespa, mas que possui em sua carteira teórica mais de 500 ações. Se você ainda não sabe o que são ETFs leia aqui.

Clique no botão de “play” no lado esquerdo do vídeo abaixo. Veja que na base do vídeo existe um ícone para ver na tela cheia.

O vídeo mostra os 5 principais movimentos da bolsa americana entre 31 de dezembro de 2019 e o dia 18 de dezembro de 2020.

As bolhas representam as 500 principais ações do mercado americano que fazem parte da carteira teórica do S&P500. O tamanho das bolhas depende do valor de mercado das empresas. Este valor equivale ao preço das ações multiplicado pelo número de ações de cada empresa. Os eixos verticais representam as variações nos preços das ações durante o ano. A linha pontilhada no centro do gráfico representa o ponto zero ou o preço da ação no dia 31 de dezembro de 2020. Acima de zero temos uma ação que se valorizou durante o ano e abaixo de zero temos uma ação que se desvalorizou.

As ações estão divididas por setores da economia como indústria, bens de consumo (consumer staples), consumo cíclico (consumer cyclical), Saúde (health care), Imobiliário (real estate), utilidade pública (utilities) etc.

O primeiro movimento, entre 31 de dezembro e 19 de fevereiro, ocorreu antes do estouro da crise de 2020. Podemos observar que pelo menos metade das ações de quase todos os setores estavam com desempenho positivo (acima da linha pontilhada que representa o zero).  O setor de energia não estava bem. Este setor representa as indústrias de petróleo, gás e outros combustíveis. Já o setor de utilities estava com praticamente todas as suas ações com resultados positivos (valorização no ano). É neste setor que temos empresas de água, esgoto, energia elétrica etc. São ações boas pagadoras de dividendos e que representam um setor considerado “defensivo” no caso de crises. Os maiores setores também tinham bom desempenho como os de consumo cíclico, tecnologia e comunicações.

A forte queda nas bolsas do mundo inteiro, que ocorreu até o dia 23 de março, resultou na redução dos preços de praticamente todas as ações. Foram raras as que ficaram no campo positivo (bolhas acima da linha pontilhada horizontal). Podemos perceber claramente que o setor que mais caiu foi o de energia (petróleo e combustíveis). Setores como os de bens de consumo, tecnologia, serviços de comunicação e de saúde tiveram muitas de suas ações com perdas menores que -25%, enquanto outros setores tiveram muitas ações perdendo mais de 50% do seu preço.

Agora temos o primeiro movimento de recuperação. No dia 08 de junho, quando o S&P500 recuperou toda a perda gerada pela pandemia, o único setor que continuou com todas as suas ações no negativo foi de energia. Grande parte do setor financeiro estava no negativo. Só metade do setor de saúde estava com resultado negativo. Todas as 5 maiores ações da bolsa americana estavam no positivo (Apple, Amazon, Microsoft, Google e Facebook). O confinamento e o trabalho em casa produziram demanda por produtos e serviços de tecnologia, comunicação e lojas online.

Até 02 de setembro ocorreu um novo movimento de alta. Podemos perceber claramente que nem todas as ações conseguirem se movimentar para o campo positivo nesta fase. Este tipo de gráfico de bolhas nos permite observar que os setores ficaram “esticados”.

Mais um movimento de alta até 18 de dezembro permitiu que muitas ações que estavam “defasadas” fossem para o campo de resultados positivos. Podemos perceber que alguns setores foram beneficiados com o trabalho em casa e o fechamento da economia enquanto outros foram prejudicados. Muitas empresas ainda dependem de uma solução definitiva para a crise.

Reflexão

Por fim é importante refletir e destacar que os preços das ações e de praticamente todos os ativos no exterior e no Brasil estão sofrendo a influência (interferência) dos estímulos financeiros que os Bancos Centrais estão injetando na economia.

Sem esses estímulos dificilmente as ações das empresas teriam se recuperado nesta velocidade, já que os resultados financeiros de muitas empresas ainda não se recuperaram até os níveis que tinham antes da crise. Os preços das ações que temos até o momento refletem uma expectativa ou mesmo uma esperança de que os estímulos dos governos e as soluções da medicina irão resolver os problemas enfrentados em prazo relativamente curto. Não deixa de ser uma aposta e que exige confirmação no futuro para que se sustente.

Aqui no Clube temos um artigo recente sobre investimento em setores da economia americana. Também escrevi sobre a rotação setorial. Muitos setores que foram estimulados nos EUA também foram estimulados no Brasil.

Este vídeo deve fazer parte de futuras atualizações dos meus livros, mas estou compartilhando aqui entre todos os leitores.

Como você deve saber, tenho diversos livros sobre investimentos (veja aqui). Como são livros digitais eles acompanham links para diversos vídeos, simuladores e ferramentas online que tornam a experiência equivalente a de um curso de investimentos. Para aprender a investir no exterior (Ações ETFs e Reits) conheça este livro. Para aprender em ETFs negociados na bolsa brasileira, conheça este livro.

Receba um aviso por e-mail sempre que novos artigos forem publicados aqui Clube dos Poupadores. Inscreva seu e-mail aqui.

Livros do Clube dos Poupadores

Aprenda a investir o seu próprio dinheiro e nunca mais dependa das recomendações, opiniões e influências de terceiros. Torne-se um investidor (investidora) livre, consciente e independente. Adquira e baixe os livros agora mesmo:

Clique para conhecer o livro Independência Financeira
Clique para conhecer o livro Como Investir em CDB, LCI e LCA
Clique para conhecer o livro Como Investir na Bolsa por Análise Fundamentalista
Clique para conhecer o livro sobre Carteiras de Investimentos
Clique para conhecer o livro Como Investir em Títulos Públicos
Clique para conhecer o livro sobre Como Investir na Bolsa por Análise Técnica
Clique para conhecer o livro Como Investir em ETF
Clique para conhecer o Livro Como Investir no Exterior